Esportes

Tecnologia diminui o número de fraturas nas quadras esportivas

Quadras com superfícies duras podem causar lesões e ainda prejudicar o crescimento de crianças e adolescentes

Caminhar, correr, jogar vôlei, futsal, basquete, treinar para competições de ponta, se exercitar diariamente ou nos fins de semana. A prática correta do esporte é tão importante para os resultados de atletas profissionais quanto para manter a saúde dos esportistas amadores.

Contape
Sabor D,Italia
Thiago Auto Lavação
Colinas Chocolatteria
Net Lider
Maderonchi

Além da capacidade muscular e das técnicas de movimento, a escolha dos materiais e da superfície de treinamento são fatores fundamentais para o aumento da performance e para a prevenção de lesões. Pisos duros, onde não há muita absorção de impacto, podem prejudicar, inclusive, o crescimento de crianças e jovens.

O médico especialista em ortopedia e traumatologia, Marcelo Beirão, que também é médico do Criciúma Esporte Clube e tem longa experiência em medicina esportiva, aponta que praticar esportes em pisos com maior absorção de impactos pode ajudar a evitar lesões.

“Em superfícies mais duras a força de resposta transmitida ao corpo é maior. Em longo prazo, pode ocasionar muita dor aos atletas. E se isso já acontece com atletas profissionais, que se preparam fisicamente, imagina para quem pratica esporadicamente. Pisos duros podem, inclusive, atrapalhar no desenvolvimento. Crianças e adolescentes que fazem esportes constantemente nesse tipo de quadra correm o risco de sofrer lesões nas placas de crescimento”, ressalta.

De acordo com Beirão, o alto impacto com o piso gera, inclusive, problemas inflamatórios. “Pode ocorrer entorses e tendinopatias, que são doenças nos tendões. Em esportes como vôlei e basquete, por exemplo, em que o atleta precisa saltar, o impacto é ainda maior nos joelhos e quanto mais duro for o piso, pior”, comenta.

A força de aterrissagem no concreto, que pode ser cerca de três a quatro vezes o peso do corpo, afeta muito mais as articulações que uma superfície macia. Por isso, especialistas recomendam observar a flexibilidade do piso, pois absorve os impactos sobre os membros inferiores.

Mais segurança na profissão

Com quem é atleta profissional, o cuidado deve ser intensificado, já que uma lesão pode afastar das competições. Para o jogador Mithyuê, ala da equipe do Krona, que disputa a Liga Nacional de Futsal, o piso modular em polipropileno utilizado na competição deste ano é melhor para a saúde dos jogadores.

“Aquelas quadras de cimento ou mesmo as de madeira não têm boa absorção, o que prejudica a saúde do atleta. Cuidar da saúde, no nosso caso, é essencial, já que jogar é nossa profissão e precisamos estar bem para realizá-la da melhor forma. Os pisos modulares absorvem muito e evitam lesões nas articulações, além de serem mais confortáveis na hora do jogo”, afirma o ala, que já serviu à seleção brasileira de futsal.

Pensando na escolha correta do piso para a prática esportiva, a Liga Nacional adotou um padrão neste ano e em grande parte dos jogos o piso utilizado é o modular. A Futura Sports, de Criciúma (SC), é a empresa responsável por fornecer o material para a disputa.

De acordo com o proprietário, Luciano Souza, a absorção de impacto é realmente um dos diferenciais desse material, que ajuda a preservar a saúde de quem se exercitar sobre ele. “Em virtude da tecnologia construtiva de cada módulo, os níveis de absorção e amortecimento de impactos são excepcionais, preservando a saúde tanto dos atletas profissionais, quanto dos esportistas de fim de semana. Ele é ideal para várias modalidades e situações”, explica Souza.

Leonardo Zanin



Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Marka final pauta
Dengo Produtos de Limpeza
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo