Economia

Mercado de apostas pode ser uma das saídas para a crise econômica

Exemplos e práticas internacionais de sucesso são fortes argumentos para os Ministérios da Economia e do Turismo na empreitada da legalização

Dos 193 estados membros da Organização das Nações Unidas (ONU), apenas 37 proíbem os jogos de cassino. Isso significa que é ilegal abrir tais instituições nesses países. O Brasil faz parte dos países em que estabelecimentos especializados em apostas não é permitido por lei. Desde que os cassinos foram proibidos em 1946, as apostas legais foram limitadas a apostas em loterias federais.

Em 2015, a então presidente Dilma Rousseff discutiu com o parlamento a legalização dos cassinos, o que geraria cerca de 29 bilhões de reais em impostos. Esse valor corresponde a mais da metade do que geraria a nova CPMF, proposta pelo atual Ministério da Economia. O atual governo ainda está discutindo isso. Contudo, o projeto de lei não foi adiante, mesmo com a perspectiva de um alívio financeiro em meio à difícil situação das contas públicas.

Net Lider
Colinas Chocolatteria
Banana Motos
Dengo Produtos de Limpeza
Contape
Star Seguros

Mais emprego e renda com a legalização dos cassinos

A maioria dos países que proíbem os cassinos são muçulmanos, como Indonésia e Arábia Saudita. A exemplo de países como Cuba e Islândia, o Brasil é uma exceção neste sentido. No entanto, pesquisas e casos estrangeiros comprovam que a legalização dos cassinos físicos e das apostas esportivas traz vantagens para a indústria do turismo e para a economia, criando empregos e aumentando a receita com impostos. Assim, a legalização se torna uma arma importante contra a crise econômica que persiste no país.

A prática de apostas só está regulamentada para funcionar virtualmente no país, ainda que com a infraestrutura obrigatoriamente instalada em países com legislação própria para isso. É assim que funcionam os melhores cassinos online do Brasil até o momento.

Conheça exemplos de países onde a legalização dos cassinos e apostas em geral proporcionou crescimento econômico notável.

Las Vegas, a cidade que se fez em torno dos cassinos

Quando se pensa em cassinos, a maioria das pessoas só pensa em uma cidade: Las Vegas. A cidade é uma forte prova de que o jogo e o turismo estão intimamente relacionados: milhões de turistas são atraídos para os cassinos da cidade, instalados em construções imponentes e luxuosas, que oferecem apresentações culturais para entreter os jogadores, entre outras atrações.

Embora o caso da “Cidade do Pecado” seja o mais famoso, ele não é o único: de acordo com a American Gaming Association, antes da pandemia, 40 dos 50 estados dos Estados Unidos operavam mais de 1.000 cassinos. Ainda de acordo com a entidade, eles eram responsáveis ​​por 1,7 milhão de empregos diretos no território nacional. Em comparação com locais sem cassinos, estimava-se que o desemprego em locais com cassinos seja reduzido em 8%.

Com a pandemia e o fechamento destes estabelecimentos por longos períodos, além das restrições de viagens, esses números devem cair. Mas a recuperação do mercado americano de cassinos tende a ser rápida.

Modelo único rege os jogos no Uruguai

Não há necessidade de procurar por boas histórias de países que legalizaram cassinos com sucesso: países vizinhos, como o Uruguai, regulamentaram os locais de entretenimento e estão colhendo frutos econômicos extremamente relevantes.

Como a legislação permite cassinos públicos, privados ou mistos, o sistema desse pequeno país latino-americano é especial. Atualmente, existe apenas uma instituição privada em todo o território nacional: o Conrad Punta del Este Resort & Casino, que pertence à rede americana Ceasar’s Palace.

Cassinos ajudaram Portugal a se estabilizar na crise

Severamente atingido pela crise económica global, Portugal sobreviveu graças à indústria do turismo. Se não fosse pelos turistas, o PIB de Portugal continuaria a diminuir. Um dos atrativos que o país oferece aos turistas é justamente o jogo: Portugal faz parte da lista de nações que tem legislação para a operação de jogos em cassinos.

É notável que estas instituições ocupam um lugar de destaque na economia portuguesa. Mesmo que gravemente afetado pela crise econômica global, o negócio ainda pode gerar receitas para o tesouro público. Somente um desses estabelecimentos, o Hotel Cassino Lisboa, paga 50% das suas receitas totais como imposto. A criação de empregos é outro ponto alto: até o início da pandemia, de acordo com a cadeia Estoril Sol, 11 casinos eram responsáveis ​​por 18.000 empregos em todo o território português.

Aumento na arrecadação é argumento irrefutável para a legalização no Brasil

A boa notícia é que a legislação brasileira não trata o jogo como ilegal. O que realmente não é permitido é a abertura de cassinos e demais negócios com esta natureza. No momento, embora a questão não esteja definida, os fãs de jogos de cassino e apostas esportivas já podem contar com mais de 400 sites de apostas internacionais ativos no Brasil. Levando em consideração a possibilidade de legalização dos cassinos e de sites de apostas com escritório e infraestrutura instalados no Brasil, estima-se que o imposto anual arrecadado fique entre 12 bilhões de reais e 18 bilhões de reais. Um ganho significativo para o tesouro nacional.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Marka final pauta
Dengo Produtos de Limpeza
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo