Colunistas

A guerra pela verdade num ano de eleições

O ditado popular para esse período astral em que nos encontramos já foi escolhido: “Por ele eu ponho minha mão no fogo”. Ou quem sabe um “grito de guerra” mesmo: “Esquerda, direita, volver!” Vou ver também, vamos ver, estamos vendo. Muitos de nós veem e não acreditam. Outros acreditam em qualquer coisa, desde que seja dita pelo seu lado.

Na verdade, sempre ela, a Dona Verdade. Vivemos é num inferno astral… Aliás, astral, político, econômico e até familiar. Quem conseguir fazer seus encontros familiares em 2022 sem brigar, pode comemorar. A não ser que você seja uma pessoa dessas desconfiadas quando todo mundo concorda e aponta na mesma direção com polegar e indicador, para cima ou para frente, se é que me faço entender…

Toda unanimidade é burra, dizem que dizia Rui Barbosa. Se foi não sei, mas o que sei é que vejo, então, muita gente mal informada ao meu redor e me questiono se também não sou eu o mal informado. Talvez seja, porque é tanta gente especialista ultimamente que a gente até desconfia dos próprios estudos…

Maderonchi
Dengo Produtos de Limpeza
Posto Bravo
Net Lider
Contape

De um lado o santo Lula, ou o diabo, depende com quem você conversa. Do outro lado o salvador da pátria Bolsonaro, ou só mais um destruidor, depende com quem você conversa. Na maioria das vezes, dependendo de com quem você conversa, você nem conversa. Você ouve, um pouco, se estressa e reclama, entra na balbúrdia. Ou então chuta o balde. Às vezes você nem quer escolher lado, só quer conversar, de verdade, estabelecer um diálogo e tudo que a palavra evoca: silêncio, escuta atenta, debate, exposição, crescimento. Mas isso não existe com fanáticos.

Fanáticos são as pessoas mais chatas que existem porque para elas só existem o que elas sabem e tem como verdades. Se duvidar, poderíamos resolver todos os problemas do mundo se não fossem os fanáticos nessa equação que é a sociedade. Porém, fanáticos se multiplicam rapidamente, até de forma assexuada mesmo. Deve ser a falta de alguma enzima neural que faz tanta gente ser movida pela mentalidade de rebanho.

Há fanáticos religiosos, políticos e outros, mas só quero me ater aos políticos nesse momento. Na política há fanáticos de esquerda e direita e muitos deles sequer sabem o que significam esses dois espectros políticos. Há também fanáticos de “centro” que se dizem isentos de tudo e todos porque também não botam a mão no fogo por ninguém. Esses podem ser mais chatos que os outros porque se julgam melhores por enxergar além da dicotomia imposta pelos outros fanáticos canhodestros. No final, podemos todos ser fanáticos e nem sabemos, todavia, quando olhamos para nós e descobrimos isso, bah! Se não melhoramos enquanto pessoas, não temos mais salvação.

A pandemia deveria ter feito de nós pessoas melhores, disseram nas redes sociais. Erraram feio. Nem Natal, nem Páscoa, nem espírito fraternal algum nos fez melhores. Infelizmente, todo esse caos por que passa o Brasil só fez aflorar sentimentos ruins e mágoas. E em outubro, ganhe quem ganhar, sairemos todos perdendo, porque ninguém vai vencer realmente. É o que diremos cá do nosso lado apontando para o lado oposto. Ou no meio apontando para ambos. Num país dividido, empatia é artigo de luxo que nossa ignorância e estupidez transforma em mero artigo de lixo…

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Marka final pauta
Dengo Produtos de Limpeza
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo