Colunistas

Crescimento do PIB, inflação e taxa de juros

O Boletim Focus do Banco Central desta segunda-feira, dia 20 traz uma notícia positiva em relação ao crescimento econômico do país para o ano de 2020. Conforme o boletim, o mercado financeiro revisou, pela terceira semana consecutiva, a estimativa para a contração da atividade brasileira e agora vê uma queda menor, de 5,95%, para o PIB neste ano, ante projeção anterior de retração de 6,10%.

Para o ano de 2021 a previsão é de crescimento se mantém em 3,5%. No que tange à inflação, a previsão é que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) encerre o ano com alta de 1,72% e, o para 2021 com alta de 3,00% – as mesmas estimativas apresentadas na semana anterior. A taxa de câmbio também manteve as previsões anteriores, seguindo em R$ 5,20 para 2020, e em R$ 5,00, para 2021.

Em relação à Selic, segue a previsão de que a taxa básica de juros terá um corte residual de 0,25 ponto percentual, em agosto, encerrando dezembro em 2,00% a.a., e subindo para 3,00% ao ano em 2021.

Net Lider
Contape
Thiago Auto Lavação
Spilere Serralheria
Sabor D,Italia
Posto Bravo

Recuperação da economia Chinesa no pós-pandemia

A China divulgou dados de sua economia recentemente e veio acima do esperado pelo mercado, embora as vendas no varejo tenham ficado muito abaixo do estimado. Os números foram recebidos com desconfiança pelo mercado. O crescimento de 3,2% apurado no segundo trimestre de 2020 foi puxado pela produção industrial.

O crescimento da indústria se deu por conta do elevado investimento do governo, ao passo que os investimentos privados tiveram queda de 7% no período. No primeiro trimestre deste ano houve uma retração de 6,8% no PIB Chinês.

Os analistas acreditam que o crescimento apresentado não seja sustentável, uma vez que o varejo apresentou queda de 3,9% e o desemprego tenha sido de 5,7% em junho, afetando principalmente os mais jovens. Mas o que importa para nós se a economia chinesa crescer? Bem, a China é o nosso maior parceiro comercial e de certa forma dependemos deles para manter o crescimento da nossa economia.

Motivos para investir em renda variável

Com a queda das taxas de juros a níveis nunca visto antes, investimentos em ativos de renda fixa perdem atratividade, pois a taxa real de juros (taxa nominal descontada a inflação do período) está pouco acima de 0%. Para os que tem dinheiro aplicado é hora de fazer um rebalanceamento de suas carteiras e pensar na possibilidade de alocar algum percentual em renda variável.

Motivos para tal não falta. Basta verificar a lista a seguir:

  1. Taxa Selic na mínima histórica: atualmente em 2,25% ao ano e com projeção de novo corte até o final do ano, os investidores que hoje aplicam em renda fixa podem usar o cenário para buscar mais rentabilidade na Renda Variável, mesmo ela oferecendo um maior risco;
  2. Recuperação das Bolsas dos EUA: a Nasdaq atingiu nas últimas semanas o seu recorde histórico e o S&P, índice com as maiores empresas da Bolsa americana, recuperou o patamar registrado antes da pandemia de coronavírus;
  3. Ações descontadas: o Ibovespa voltou a patamares próximos ao período antes da pandemia. Algumas ações até se recuperaram totalmente. Setores como os varejistas do comércio eletrônico, bancos e frigoríficos são vistos com bons olhos pelos analistas;
  4. Número de investidores (pessoa física) na Bolsa: em maio, a B3 divulgou que existem mais de 2,5 milhões de CPFs ativos na Bolsa, uma alta de mais de 123% na comparação anual. Enquanto no Brasil isso significa cerca de 1% da população, em mercados desenvolvidos, como os EUA, esse número passa de 65%; Dividend Yield (mostra o rendimento pago pelas ações): Pela 1ª vez na história o rendimento dos dividendos das empresas do Ibovespa supera a taxa Selic. Essa comparação do rendimento dos dividendos com os juros continua positiva, o que mostra a atratividade tanto da Bolsa quanto dos bons pagadores de dividendos. Além disso, as taxas de juros mais baixas também têm efeitos diretos para as companhias, como a redução no custo de suas dívidas e incentivo para os investimentos;
  5. Custódia remunerada: você pode alugar ativos da sua carteira e receber uma remuneração adicional, sem se preocupar com nada, o que acaba melhorando o seu desempenho. Há ainda outros motivos de menor significância, mas o certo é que a renda variável deverá fechar o ano com uma ótima rentabilidade. Porém, antes de investir, procure a assessoria de um agente autônomo de investimentos e siga a indicação do seu perfil de investidor.

Caixa Econômica Federal vai ampliar o período de suspensão dos pagamentos de financiamentos imobiliários

Em entrevista concedida ao Infomoney nesta terça-feira, 21 o presidente da Caixa Pedro Guimarães informou que o prazo de suspensão do pagamento das parcelas do financiamento imobiliário vai ser aumentado. Inicialmente foi suspenso por 2 meses e após aumentado para 4 meses.

Segundo o presidente, a Caixa vai anunciar oficialmente o novo prazo logo em seguida. Portanto, você que tem financiamento imobiliário fique atento para os novos prazos por meio das redes sociais ou do site da Caixa.  São 2,4 milhões de famílias beneficiadas com esta medida.

O agronegócio terá bom desempenho em 2020 e continuará em 2021

Descolado do desempenho geral da economia, o PIB do agronegócio deve ter um crescimento de 2,5% em 2020, contra uma retração em torno de 6% da economia como um todo. Foi o único setor a apresentar crescimento no primeiro trimestre deste ano.

Diversos fatores contribuem para o sucesso do setor, dentre eles a elevada produtividade obtida nas lavouras brasileiras na última safra, com uma produção de  212 milhões de toneladas. Outro fator importante é a abertura de novos mercados para produtos não tradicionais, como a castanha do Pará, a castanha de Baru e o gergelim. Foram abertos mais de 60 novos mercados desde 2019.

A previsão do PIB do setor para 2020 é de 1,6 trilhões de reais e de 1,66 trilhões em 2021. O agronegócio brasileiro vai se consolidando a passos largos como um dos maiores players do mercado mundial.

Proposta de reforma tributária foi entregue pelo Governo ao Congresso Nacional nesta terça-feira 21

O ministro da Economia Paulo Guedes apesentou aos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal a proposta de reforma tributária. Pelo lado do Governo, a ideia é a unificação de impostos federais na forma de uma Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS), com alíquota de 12%.

Temas polêmicos como desonerar a folha de salários das empresas e compensar com a criação de um novo tributo sobre transações financeiras e possíveis mudanças no Imposto de Renda e um desenho de tributação sobre lucros e dividendos como forma de viabilizar uma redução do Imposto de Renda das empresas devem ser apresentadas em outro momento.

Eleição do final do ano movimenta pré-candidatos

Com a aproximação da eleição para prefeitos e vereadores, observa-se a movimentação política que ocorre antecipadamente. Todos os pré-candidatos já deixam claro a intenção de concorrer a cargos eletivos. O que chama a atenção é o elevado número de candidatos. Talvez seja a eleição com o maior número de concorrentes. É a democracia se consolidando em nosso país.

Governo do Estado distribuirá cloroquina a municípios

O Governo do Estado de Santa Catarina distribuirá comprimidos de cloroquina 150 mg às Secretarias Regionais de Saúde e aos municípios. Segundo a nota publicada no dia 07 de julho, o medicamento o tratamento é indicado para casos leves do Covid-19.

Os municípios interessados devem manifestar interesse por meio de e-mail à Secretaria de Estado de Saúde, informando o número de casos confirmados da doença. O governo do Estado informa que a distribuição ocorrerá conforme agenda da logística das UDAFs (Unidades Descentralizadas de Assistência Farmacêutica das Regionais de Saúde).

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Marka final pauta
Dengo Produtos de Limpeza
Spilere Serralheria G
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo