Educação

Udesc assina convênio com TRE-SC para ações de capacitação dos candidatos das Eleições 2016

Com os objetivos de fortalecer a democracia representativa e melhorar a gestão pública e a atuação parlamentar, a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) e o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) firmaram um convênio para promover a qualificação dos candidatos das Eleições 2016.

Ações de capacitação serão desenvolvidas desde já, com os postulantes aos cargos eletivos, e prosseguirão após o pleito, com os candidatos eleitos. O acordo permite ainda o estabelecimento de parcerias com outras instituições públicas e privadas para a realização de eventos e atividades complementares.

Para o reitor da Udesc, professor Marcus Tomasi, o convênio “é fundamental”. “São cursos que serão disponibilizados na internet e versam sobre alguns conteúdos que nós entendemos importantes para uma pré-formação dos já candidatos”, destacou.

Contape
Posto Bravo
Dengo Produtos de Limpeza
Net Lider
Thiago Auto Lavação
Sabor D,Italia

Uma das primeiras ações do convênio será um curso dirigido a candidatos a vereador, oferecido na modalidade de ensino a distância, com vídeo-aulas gravadas por professores de Administração Pública do Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (Esag), da Udesc.

Serão abordados assuntos como atribuições do vereador, ética, oratória, campanha eleitoral, controle e fiscalização, princípio federativo, processo legislativo, lei orgânica e orçamento público.

As aulas estarão na página da Escola Judiciária Eleitoral de Santa Catarina (Ejesc) no início de setembro. Os candidatos que assistirem a todos os vídeos poderão ter certificado de conclusão.

Atuação maior da Justiça Eleitoral

O presidente do TRE-SC, desembargador César Abreu, afirmou que “o papel institucional de um tribunal eleitoral vai além da sua função judicante”, devendo também se preocupar “com o eleitor na hora do voto, os candidatos, os partidos políticos e fundamentalmente aqueles que foram eleitos”.

“É a partir do término das eleições que começa todo o desenvolvimento de um trabalho e que deve ter sim a visão e a participação, mesmo que indireta, da Justiça Eleitoral, no sentido de que venhamos a ter políticas públicas relevantes, que atendam o interesse da sociedade”, ressaltou.

Francine Ferreira – Rodrigo Brüning Schmitt

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Marka final pauta
Dengo Produtos de Limpeza
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo