Alerta

Residências já podem ser ligadas à rede de esgotamento sanitário

Foto: Daniel Búrigo/A Tribuna

Maior preocupação dos moradores é quanto a futura taxa a ser cobrada com a conta de água.

Com as obras de implantação do sistema de esgotamento sanitário de Forquilhinha praticamente finalizadas, a Casan está iniciando o trabalho de conscientização dos moradores dos Bairros Centro, Vila Lourdes, Clarissas e Santas Clara, Ana e Isabel. A partir dessa semana, profissionais passarão de casa em casa para explicar à população como devem ser realizados os próximos passos.

A intenção é que as pessoas já comecem a realizar as ligações de suas respectivas residências na rede coletora, por meio das Caixas de Inspeção instaladas anteriormente na frente das casas. “Essa fase de pré-operação é importante, porque precisamos fazer os testes e ver se a Estação de Tratamento de Esgoto está funcionando conforme o projeto. Para isso, preciso que pelo menos 20% da área a ser atendida esteja ligada na rede, o equivalente a trezentas residências, das mil e seiscentas que serão atendidas”, explica a chefe da agência da Casan de Forquilhinha, engenheira Fernanda Spillere Mondardo.

Thiago Auto Lavação
Contape
Maderonchi
Dengo Produtos de Limpeza
Colinas Chocolatteria
Spilere Serralheria

A engenheira ainda ressalta que, para o sucesso do esgotamento sanitário, é fundamental que as pessoas se conectem à rede. “É uma questão de saúde pública e nosso grande objetivo é melhorar essa situação. No futuro, é meio ambiente vai que agradecer”, completa.

Responsabilidade do morador

Quem deve arcar com as despesas para ligar a residência à Caixa de Inspeção é o próprio morador, uma vez que a responsabilidade da Casan começa a partir do momento que o esgoto entra na rede coletora e é enviado à Estação de Tratamento de Esgoto. Portanto, para realizar a ligação, as pessoas devem ficar atentas e se organizar quanto aos custos com materiais hidráulicos e com a mão de obra de um encanador para o procedimento a ser realizado dentro dos terrenos particulares.

“São necessários gastos iniciais, mas é importante lembrar que os moradores não terão mais problemas com fossas entupidas, não precisarão mais acionar caminhões limpa-fossa e ainda valorizam o imóvel, pois estará localizado em região com coleta e tratamento”, explica Fernanda.

População preocupada com valores

Quando começar a operacionalização definitiva do sistema de Forquilhinha, a Casan passará também a cobrar por esse serviço, o equivalente a um aumento de 100% na fatura que atualmente cobra somente o abastecimento de água. Esse ponto, apesar de a população entender a importância do esgotamento sanitário, é o que mais tem gerado preocupação entre os moradores.

Como no caso da agente de saúde Anitta Preis Kammer, moradora do Bairro Santa Ana. “Vai aumentar bastante o preço. Quem vive de um salário mínimo, vai fazer o que? No fim, fará muita falta para aquelas famílias que também precisam pagar aluguel, por exemplo. Sem contar que vamos ter que gastar e mexer em tudo pra fazer essa ligação”, acrescenta.

O funcionário público Gilberto Steiner, que vive no Centro da cidade, também acredita que o preço da taxa seja o único ponto que precisaria ser mais debatido. “Não existe serviço público que não é cobrado, mas acho um absurdo ser cobrado o mesmo valor da água. Acredito que 50% do que já é cobrado seria mais justo. No fim, vamos acabar fazendo a ligação, mas acredito que deveria haver mais debate sobre o assunto com os moradores”, reforça.

No entanto, conforme a chefe da agência da Casan de Forquilhinha, ainda não há uma data para que seja iniciada essa cobrança, o que só ocorrerá depois que o tratamento de esgoto estiver em pleno funcionamento. “E não adianta a pessoa não fazer a ligação, achando que não vai pagar. Leis federais e estaduais determinam que quando o sistema está instalado, é obrigatório fazer a ligação. Até porque depois será cobrado normalmente de todos, independentemente se ligou ou não”, finaliza.

Audiência Pública debaterá o aumento

Visando fomentar o debate a respeito do assunto entre os órgãos envolvidos e a população que será beneficiada com o tratamento de esgoto, uma audiência pública acontecerá no dia 19 de abril, em Forquilhinha. O encontro foi viabilizado por meio de um requerimento protocolado na Câmara de Vereadores pelo presidente em exercício do Legislativo, Célio Elias.

“O saneamento é muito importante para toda a população, porque a cidade passa a ter tratamento para o esgoto produzido, reforçando a prevenção na área da saúde. O único problema é o valor desse serviço, que é muito caro. Temos que verificar se realmente essas planilhas de custo apresentadas são compatíveis com a realidade. Acreditamos que podemos baixar, por isso queremos debater mais o tema”, finaliza Elias.

Francine Ferreira

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Marka final pauta
Spilere Serralheria G
Dengo Produtos de Limpeza
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo