Economia

Procuradoria Geral destrava empréstimo de R$ 800 milhões para o Estado

A Procuradoria Geral do Estado (PGE/SC) conseguiu na Justiça superar o último empecilho para que o Estado de Santa Catarina pudesse ter acesso a um empréstimo de R$ 800 milhões do Banco do Brasil, que viabilizarão obras em todo o território catarinense. Uma liminar do desembargador Rui Fortes, do Tribunal de Justiça (TJ), garantiu que a própria Corte fornecesse a certidão de regularidade no pagamento de precatórios, indispensável para obter os recursos do Pacto por Santa Catarina.

A decisão de Rui Fortes afastou determinação do próprio Tribunal que tinha negado a certidão por suposta falta de quitação total dos precatórios referentes aos anos 2016 e 2017. Além disso, tinha intimado o Estado a pagar R$ 115 milhões para saldar os débitos ainda existentes, sob pena de sequestro.

A PGE ingressou com mandado de segurança, com pedido de liminar, por meio dos procuradores do Estado Bruno de Macedo Dias, João dos Passos Martins Neto e Ricardo Della Giustina, argumentando que em 12 de dezembro de 2017 o Congresso Nacional aprovou a Proposta de Emenda à Constituição Nº 45, que ampliou a utilização dos depósitos judiciais para o pagamento dos precatórios de 10% para 15%. Como no início de dezembro o Estado já tinha repassado ao TJ 10% dos recursos dos depósitos judiciais (R$ 511 milhões), agora teria disponível outros 5% (R$ 255 milhões) o que possibilitaria saldar a dívida de R$ 115 milhões.

Colinas Chocolatteria
Contape
Posto Bravo
Thiago Auto Lavação
Dengo Produtos de Limpeza
Maderonchi

Assim, o desembargador Rui Fortes, em dezembro, deferiu parcialmente a liminar solicitada pela PGE, e determinou que o TJ/SC expeça a “certidão positiva de regularidade do pagamento de precatórios, com efeito de negativa, no que se refere aos precatórios dos anos de 2016 e 2017, ficando a autoridade impetrada impedida de efetuar qualquer sequestro sobre valores do Estado até o julgamento da matéria pelo colegiado”.

O programa Pacto por Santa Catarina disponibilizou R$ 2 bilhões para o Estado, junto ao Banco do Brasil, e previa a liberação da última parcela de R$ 800 milhões em 31 de dezembro, o que foi possível graças à ação da PGE.

Francine Ferreira – Billy Culleton

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Dengo Produtos de Limpeza
Marka final pauta
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo