Notícias

Forquilhinhenses ainda precisam ligar residências ao Sistema de Esgotamento Sanitário

Funcionando em etapa de pré-operação desde o início desse ano, o Sistema de Esgotamento Sanitário de Forquilhinha depende da colaboração de moradores para ajustes finais e otimização da infraestrutura instalada.

Os moradores dos bairros Centro, Vila Lourdes, Santa Clara, Santa Isabel, Santa Ana e Clarissas já foram autorizados a direcionem o fluxo interno de esgoto de seu imóvel para a Caixa de Inspeção (CI), que foi implantada na frente do imóvel. A partir dessa ligação é recomendável desativar e enterrar fossa e sumidouro, para evitar formação e acúmulo de gases.

Essas orientações estão em folder que a Companhia já distribuiu na cidade e continua sendo disponibilizado na Agência de Forquilhinha, localizada na Avenida do Cinquentenário, número 39, Centro. Técnicos da Companhia também permanecem à disposição para continuar prestando orientações e esclarecendo dúvidas.

Contape
Net Lider
Posto Bravo
Star Seguros
Maderonchi
Dengo Produtos de Limpeza

“Temos atendido alguns moradores até em casa, pois muitas pessoas ainda têm dúvidas e nós estamos prontos a colaborar”, ressalta a chefe da agência da Casan em Forquilhinha, Fernanda Spillere Mondardo.

Ela explica que a Caixa de Inspeção é o ponto que marca até onde a Casan terá responsabilidade sobre o sistema. Na parte interna, cabe ao morador providenciar as adaptações para que possa ser atendido com o sistema público de coleta e tratamento de esgoto. Os custos de mão de obra e com materiais hidráulicos usados internamente também são responsabilidade do morador.

“É verdade que há um investimento inicial, mas precisamos lembrar aos moradores que o tratamento de esgoto é fundamental para evitar a poluição do meio ambiente e para a saúde da população”, diz Fernanda. “Infelizmente em nossa cidade muito esgoto ainda é descartado no ambiente e nas redes de drenagem pluvial sem nenhum tratamento. O Sistema Público implantado pela Casan vai colaborar para que esse cenário mude em Forquilhinha”, complementa a engenheira sanitarista.

A primeira etapa do Sistema Público de Esgotamento Sanitário de Forquilhinha atende os bairros Centro, Vila Lourdes, Santa Clara, Santa Isabel, Santa Ana e Clarissas, proporcionando coleta e tratamento para 35% dos moradores do município da Região Sul Catarinense.

A importância do serviço de coleta e tratamento

O que é esgoto?

Chamamos de esgoto a água que resulta do banho, da descarga do vaso sanitário, da lavação de louças e de roupas, entre outras atividades. Os resíduos líquidos das residências formam os esgotos domésticos, e os de fábricas recebem o nome de esgotos industriais.

O que há no esgoto doméstico?

O esgoto das residências é composto por 99,9 % de água, 0,1% de sólidos e organismos vivos, como bactérias, vírus, vermes e protozoários, que são liberados junto com os dejetos humanos.

Por que o esgoto precisa ser tratado?

O sistema de coleta e tratamento evita a contaminação das pessoas e a transmissão de doenças. Além disso, é fundamental tratar o esgoto para conservar os ambientes naturais, pois o despejo de esgoto nas águas dos rios ou no mar provoca poluição e pode provocar a morte de peixes e de outros seres aquáticos. A destinação inadequada de esgoto é uma das principais causadoras da poluição do solo, de águas subterrâneas, de mananciais de superfície e de cursos d’água.

O que é sistema coletivo de esgotos?

Em um grande número de residências o que ocorre é o tratamento individual, que é feito nas fossas e sumidouros. Nos sistemas coletivos administrados pela Casan, o esgoto é coletado em cada imóvel, passa por uma rede de tubulações e é levado para ser depurado em uma estação de tratamento. Só depois retorna à natureza.

Qual a importância de um sistema público de esgotamento sanitário?

São diversos benefícios, especialmente à saúde. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que 70% da mortalidade infantil até cinco anos é motivada por doenças que poderiam ser evitadas com uma adequada estrutura de saneamento.

Além disso, o tratamento em larga escala nas cidades é fundamental para preservação dos mananciais, onde a água é coletada para abastecimento da população.

Há ainda benefícios do ponto de vista econômico, com valorização dos imóveis, redução dos gastos com tratamento de doenças (estudos apontam que para cada R$ 1 investido em saneamento básico há uma redução de cerca de R$ 4 a R$ 5 nos gastos com medicina curativa) e estímulo a atividades de lazer e de turismo.

Francine Ferreira – Arley Reis

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Marka final pauta
Dengo Produtos de Limpeza
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo