Óticas Carol
Sulcatel
Economia

Embaixador de Luxemburgo demonstra interesses comerciais em SC

A secretária de Articulação Nacional, Lourdes Coradi Martini, recebeu ​na última semana, na representação de Santa Catarina em Brasília, o embaixador de Luxemburgo no Brasil, Carlos Krieger, a fim de estreitar possíveis relações comerciais com o país europeu. “A partir deste primeiro contato, articularemos com o governador uma visita oficial da embaixada em Santa Catarina. A intenção é que o encontro ocorra nos próximos meses e que outros representantes da embaixada também estejam presentes”, destaca Lourdes.

Krieger detalhou alguns pontos da economia do país e das empresas instaladas no Brasil. Uma das maiores, especializada na produção de aço, está concentrada em Minas Gerais. Desta empresa, os produtos são exportados por dois terminais brasileiros, sendo que um deles está localizado em Santa Catarina: o Porto de São Francisco do Sul.

Luxemburgo possui embaixada na América do Sul desde o segundo semestre do ano passado, porém, os trabalhos se concentram em um departamento dentro da embaixada da Bélgica. A sede própria, localizada em Brasília, deverá ser inaugurada em junho deste ano. A consultora técnica da Secretaria de Articulação Nacional, Catarina Buzzi, também recepcionou o embaixador.

Anunciar 2017 – 200px
Contape
Ciranda Papelaria
Freedom
Coopera
Da Soler Selo

Descendentes em SC

De acordo com o Krieger, a maior comunidade de descendentes de luxemburgueses está concentrada na região da Grande Florianópolis, como nas cidades de Angelina, São Pedro de Alcântara, Antônio Carlos e Santo Amaro da Imperatriz. As primeiras famílias chegaram a solo catarinense no século 19 e estima-se que atualmente existam em torno de três mil descendentes no Estado. Luxemburgo é um pequeno país localizado entre a Bélgica, a França e a Alemanha com pouco mais de meio milhão de habitantes.

Dupla cidadania

O governo de Luxemburgo passou a ser menos rigoroso nos últimos anos para que descendentes possam pleitear a cidadania do país e, assim, obter o passaporte da União Europeia. No entanto, o período aos interessados que tenham vontade em requerer a dupla cidadania encerra em dezembro deste ano.

Entre os documentos necessários estão os originais das certidões de nascimento; casamento e negativa de naturalização – este último emitido pelo Governo Federal para comprovar que o cidadão luxemburguês não adquiriu nacionalidade brasileira. Além disso, é necessária a cópia autenticada de um documento de identificação do requerente: identidade ou passaporte. Os demais documentos e o passo a passo completo podem ser consultados na página oficial do Consulado de Luxemburgo.

Francine Ferreira – Douglas Saviato

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Anuncie FN 2017
Marka final pauta
Spilere Serralheria G
Dengo Produtos de Limpeza
Coopera Rodapé
Topo