Colunistas

“O Bangalô”, de Sarah Jio

O Bangalô, de Sarah Jio, é um livro envolvente, mas que confunde sentimentos. Ao mesmo tempo em que é uma linda história de amor, tem acontecimentos que causam dúvidas e conflitos se as escolhas dos personagens foram as melhores opções ou não. Mas a autora escolheu o caminho a ser seguido por Anne e Westry e só nos resta torcer por este amor tão intenso.

A história começa nos dias atuais, quando Anne já idosa recebe uma carta misteriosa que pergunta sobre um assassinato que aconteceu em 1943 e a convida a retornar para Bora Bora, local que serviu como enfermeira durante a Segunda Guerra Mundial. Além dos horrores vividos, foi ali que conheceu o verdadeiro amor e as fugas para encontra-lo em um bangalô abandonado era seu refúgio, sua força para continuar seguindo em frente. Até o dia que os dois testemunham um assassinato e isso mudou a vida destes personagens.

Esta carta é entregue a Anne por sua neta Jennifer e estas poucas palavras foram tão fortes que reacenderam sentimentos adormecidos fazendo com que começasse a contar tudo o que viveu em sua juventude, tanto as coisas boas quanto as ruins.

Star Seguros
Colinas Chocolatteria
Net Lider
Sabor D,Italia
Contape
Posto Bravo

O ano era 1942 e Anne era uma moça que já tinha seu futuro traçado, se casaria com Gerard, teria uma vida confortável, com filhos e tinha tudo para ser feliz. Só que sua amiga Kitty era diferente, uma moça aventureira e as duas decidiram servir como enfermeiras na Segunda Guerra Mundial. Seria por alguns meses, seu noivo esperaria por ela, e a vida seguiria o destino já traçado.

Mas chegando em Bora Bora, tudo é diferente do que esperava. Sua amiga Kitty se distancia, Anne conhece Westry, os dois encontram um bangalô abandonado e o deixam habitável para seus encontros e também para terem momentos de solidão, horas de tranquilidade. Ali Anne vive a felicidade, o amor, vive um segredo. E quando chega o dia de Anne voltar para sua vida, ela não consegue conversar com Westry, a despedida é cheia de dúvidas, então ela volta a procurá-lo depois de um tempo.

Neste momento do livro, quando contou tudo o que viveu na ilha, a narrativa volta para o presente e vários acontecimentos fazem todo o sentido e emocionam. Tudo o que Anne fez foi o que acreditava ser o melhor e seguiu sua vida confiando em suas escolhas e decisões. E o final do livro é cativante, a autora construiu um desfecho romântico e marcante.

O Bangalô, de Sarah Jio, 320 páginas.

Livraria Fátima

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Dengo Produtos de Limpeza
Marka final pauta
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo