saúde

Situação da saúde deve se agravar com a greve no Hospital São Donato

Os cerca de 200 trabalhadores do Hospital São Donato de Içara entram em greve a partir desta terça-feira, 29, já nas primeiro turno, no período da manhã. A paralisação foi aprovada por mais de 70% dos profissionais na votação dia 23 de novembro. Eles rejeitaram a última proposta patronal de 50% da inflação do período de 8,5% em cinco parcelas a partir de janeiro não retroativo e o não a todas as demais claúsulas de reivindicações.

“Não queremos prejudicar a população, no entanto, o trabalhador precisa ser valorizado, afinal é ele que está à frente dos cuidados no atendimento aos pacientes, e não pode ser humilhado desta forma”, critica o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Saúde de Criciúma e Região (Sindisaúde), Cleber Ricardo da Silva Cândido.

Os trabalhadores pedem reajuste do piso; aumento real; reajuste no adicional noturno; redução da jornada; folga para a jornada 12 x 36; plano de Saúde do Trabalhador; auxílio creche entre outras. Conforme Lei deverá ser mantido os 30% de atendimento nos setores de urgência e emergência. O demais procedimentos serão cancelado.

Star Seguros
Posto Bravo
Net Lider
Maderonchi
Banana Motos
Dengo Produtos de Limpeza

O Hospital São Donato emitiu uma nota a respeito da pralisação:

“Em consequência da greve dos profissionais de saúde no Hospital São Donato, a prioridade da fundação filantrópica neste momento é o Pronto-Socorro. Por ora, o atendimento segue com o quadro de enfermagem reduzido, mas ainda com normalidade ao usuário. A orientação é que, em casos que não sejam graves, os pacientes procurem as unidades de saúde.

As urgências e emergências também continuam sendo atendidas, inclusive, no Centro Obstétrico. As cirurgias do Sistema Único de Saúde, por vez, foram suspensas. Pela manhã a direção do hospital e o sindicato tiveram uma conversa e às 14h terão nova rodada de negociação em busca de um desfecho para a paralisação dos trabalhadores desde as 7h”.

Outros hospitais cancelam paralisação

No São José, como a votação foi por setor,  a enfermagem rejeitou a proposta e o sindicato faz Assembleia na quinta-feira para avaliar a posição.

Após varias rodadas de negociação e aprovação de greve, os trabalhadores dos hospitais São José, São João e Unimed aceitaram nesta segunda-feira, 28, em votação durante todo o dia a última proposta patronal de aumento de 8.5% em novembro e R$ 100,00 para o vale-alimentação em março de 2017. Hoje o vale é de R$ 75,00.

Como a votação foi por setor, no São José os técnicos de enfermagem rejeitaram a proposta por 188 a 180. Nesta situação, o Sindicato irá fazer Assembleias na quinta-feira, 1º de dezembro em todos os turnos para definir e avaliar com os trabalhadores o resultado da votação. “Avaliamos que a proposta avançou e os trabalhadores decidiram pela aceitação. Agora a enfermagem vai decidir qual a posição a tomar”, explica Cândido.

No Regional de Araranguá a votação acontece nesta terça durante todo o dia. Os demais hospitais mantém a aprovação da greve, que começa no São Donato.

No total, são cerca de 4 mil trabalhadores atuando em 15  hospitais de Criciúma e vale do Araranguá.  A categoria pede reajuste do piso; aumento real; reajuste no adicional noturno; redução da jornada; folga para a jornada 12 x 36; plano de Saúde do Trabalhador; auxílio creche entre outras.

Francine Ferreira – Maristela Benedet

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Marka final pauta
Dengo Produtos de Limpeza
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo