Coronavírus

SC recebe 229,2 mil novas doses da vacina contra a Covid-19

A governadora Daniela Reinehr acompanhou a chegada em Santa Catarina de mais 229,2 mil doses de vacina contra a Covid-19. Depois de um dia de trabalho em Brasília, assim que chegou no aeroporto de Florianópolis, a governadora estendeu a agenda e fez questão de verificar o desembarque das caixas, já na madrugada desta sexta-feira, 16. A carga seguiu escoltada por policiais até o depósito de frios da Diretoria de Vigilância Epidemiológica, em São José, de onde será distribuída para as regionais de saúde do estado ainda nesta manhã.

“O sentimento é de esperança e gratidão renovadas. Queremos vacinar nossa população o mais rápido possível”, ressalta Daniela Reinehr. A governadora frisa ainda que as doses serão encaminhadas com o máximo de agilidade às regionais de saúde, no início da manhã desta sexta-feira, 16. “Toda a programação de envio das doses já está definida e o trabalho seguirá incansável para que a vacinação não pare”, completa Daniela Reinehr.

Do total recebido, 141 mil doses são do laboratório Astrazeneca/Fiocruz e 88,2 mil do Sinovac/Butantan. Os imunizantes serão destinados à vacinação dos trabalhadores da saúde, idosos de 60 a 69 anos e profissionais das forças de segurança e salvamento. Com mais essa remessa, Santa Catarina soma um total de 1.701.940 doses recebidas.

Star Seguros
Contape
Dengo Produtos de Limpeza
Maderonchi
Colinas Chocolatteria
Banana Motos

Assim que as vacinas chegaram à Central Estadual de Rede de Frio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE), em São José, a equipe realizou a conferência e organizou a logística de distribuição para as 17 unidades descentralizadas de Vigilância Epidemiológica (UDVEs) das Regionais de Saúde de Santa Catarina.

A secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto, esteve em audiência com a governadora e o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em Brasília, buscando garantir mais vacinas para a população. “Todo o esforço está sendo feito para que o maior número de catarinenses receba as doses necessárias para a proteção contra a Covid-19. Estamos buscando ampliar a vacinação dos grupos prioritários e orientando todos os municípios que é extremamente necessário realizar a busca ativa das pessoas que não compareceram para o recebimento da segunda dose”, afirma a secretária.

Além disso, a secretária reforça que os cuidados de prevenção à Covid-19 devem ser contínuos por toda população para redução da transmissão do coronavírus. Entre as principais medidas de precaução estão: uso de máscaras, higienização frequente das mãos com água e sabão ou álcool gel 70% e distanciamento social.

Distribuição começou

A distribuição das doses começou na manhã desta sexta-feira, 16, com o envio via terrestre das vacinas para as centrais regionais da Grande Florianópolis, Joinville, Jaraguá do Sul, Mafra, Tubarão, Criciúma, Araranguá, Blumenau, Itajaí, Rio do Sul, Lages, Videira e Joaçaba. As vacinas para as centrais regionais de Chapecó, Concórdia, São Miguel do Oeste e Xanxerê serão levadas pelo avião do Corpo de Bombeiros Militar também na manhã de sexta.

As 88,2 mil vacinas do laboratório Sinovac/Butantan vão ficar reservadas na Central Estadual da Rede de Frio e serão enviadas na próxima semana visando completar o esquema das doses encaminhadas aos municípios no dia 26 de março (116.200 doses).

As 141 mil doses do laboratório AstraZeneca/Fiocruz serão distribuídas integralmente e devem ser utilizadas como dose 1 (D1). Além destas, serão enviadas aos municípios, também para aplicação da dose 1, 16.810 doses da AstraZeneca/Fiocruz. Desta forma, será enviado um quantitativo total de 157.810 doses para atendimento dos idosos de 65 a 69 anos, de 60 a 64 anos, trabalhadores da saúde e profissionais das forças de segurança e salvamento.

Confira aqui a tabela de distribuição de doses por municípios e as orientações da SES às Secretarias Municipais de Saúde sobre a continuidade da Campanha de Vacinação contra a Covid-19.

Importância da segunda dose

A Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina também divulgou balanço nesta quarta apontando que 45,5 mil pessoas que já tomaram a primeira dose da vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan, ainda não receberam a segunda dose dentro do intervalo recomendado, que é de, no máximo, 28 dias.

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE/SC) orienta às equipes regionais e municipais sobre a necessidade de manter o Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI) atualizado. Além disso, é necessário realizar a busca ativa das pessoas que não compareceram para o recebimento da segunda dose.

“As duas vacinas precisam de duas doses para uma proteção contra a doença. Por isso, é imprescindível que as pessoas que já receberam a primeira dose retornem para tomar a segunda dose e completem o esquema vacinal”, esclarece o diretor da Dive, João Augusto Brancher Fuck.

Também é importante que a população já vacinada com a primeira dose fique atenta às datas para não perder o prazo. No caso da Coronavac, o intervalo entre as duas doses é de 21 a 28 dias. No caso da vacina Astrazeneca, é de três meses (12 semanas).

Redação – Amanda Mariano

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Marka final pauta
Dengo Produtos de Limpeza
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo