Energia

Prazos para as transferências da Coopera para Celesc estão suspensos

Uma reunião virtual realizada na última quarta-feira, 12, definiu pela suspensão das transferências dos associados/consumidores da Coopera para a Celesc. O presidente da Coopera Walmir Rampinelli participou do encontro virtual, que envolveu várias lideranças, entre eles representantes da ANEEL, da Celesc, vereadores, deputados, empresários e comunidade. “Como cooperativa temos o dever de cumprir o que o contrato determina. Mas queremos os consumidores satisfeitos. Vamos dialogar e chegar num consenso” explicou Rampinelli.

Na reunião a Coopera se comprometeu em encaminhar ainda nesta semana um ofício ao Diretor Geral da ANEEL solicitando para que abra um processo de mediação entre a Cooperativa e a Celesc para rever esse acordo ou postergar a transferência.

A situação atinge cerca de duas mil unidades consumidoras que, segundo a Coopera, chega a dez mil pessoas e compreende moradores dos bairros Morro Estevão, Primeira Linha, São João, São Sebastião, São Domingos, Quarta Linha, Espigão da Toca, HG, Espigão da Pedra e Paineiras, em Criciúma. A diferença no custo de energia entre a cooperativa e a Celesc, pode resultar num aumento de 50% para pessoas físicas e 70% para pessoas jurídicas.

Colinas Chocolatteria
Dengo Produtos de Limpeza
Maderonchi
Sabor D,Italia
Thiago Auto Lavação
Posto Bravo

Segundo o diretor-geral da Agência de Energia Elétrica (ANEEL), André Pepitone, a agência está sensível à situação dos consumidores, principalmente no momento em que o país atravessa por conta da pandemia. “Entendemos que a situação do contrato da Celesc envolve um cenário legal perante o Tribunal de Contas, pois pode representar aos olhos do TCU que o órgão está abrindo mão de receita. Porém, acreditamos no bom senso de todas as partes e que, através do diálogo, chegaremos na melhor solução para todos, principalmente para os consumidores”, explicou o diretor, informando também que, ao ser instaurada a mediação, os prazos firmados serão suspensos até que se defina a situação.

O diretor da Celesc, Fábio Valentim, relatou que o órgão tem tomados medidas como forma de contribuir com a população durante a pandemia, e que está disposta a avaliar a situação e refazer o cronograma para minimizar os impactos sofridos pelos consumidores. “Estamos à disposição para participar do processo de mediação junto com a ANEEL e Coopera, e encaminhar da melhor forma a solução para todos os envolvidos”, afirmou Valentim.

Redação – Débora Cândido

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Marka final pauta
Dengo Produtos de Limpeza
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo