Geral

Popular entre os jovens, aplicativo TikTok rouba dados de celulares Android

Atualmente não existe um brasileiro que não carregue consigo um smartphone com constante acesso à internet. Na verdade, a última década tem sido marcada pelo advento das redes sociais, principalmente entre o público mais jovem, que transformam o celular em sua principal fonte de notícias, contato com os amigos, local para paqueras e humor. Memes, humor e fotos pessoais circulam pelas redes em segundos, e todos confiamos em plataformas como Instagram e WhatsApp com um grande volume de nossas informações pessoais.

É por isso que sistemas operacionais para celulares, como o Android da Google e iOS da Apple, disponibilizam sistemas para dar ao usuário maior controle sobre seus dados pessoais. Por exemplo, serviços como Bluetooth e localização são mediados pelo sistema, e só podem ser acessados mediante à permissão do usuário. O problema é que falhas de engenharia e segurança acometem frequentemente qualquer aparelho, e agentes mal intencionados podem abusar dessas brechas para coletar dados dos usuários sem permissão. Esse tipo de ataque à privacidade poderia ser remediado usando uma VPN brasileira, mas nem sempre os internautas conhecem e utilizam esse tipo de tecnologia de proteção.

No caso mais recente, a controversa – e popular – rede social de microvídeos, a TikTok, assustou à internet ao serem pegos pelo jornal The Wall Street Journal coletando dados de usuários sem autorização e burlando uma falha da Google. Entenda.

Posto Bravo
Colinas Chocolatteria
Net Lider
Contape
Sabor D,Italia
Dengo Produtos de Limpeza

Coleta indevida de dados pessoais

Para ajudar a manter o controle e funcionamento de diversas tecnologias de rede, como Bluetooth e a internet, os aparelhos modernos contam com um endereço próprio para identificação, o chamado endereço MAC. Como essa informação é única para cada aparelho, ela pode servir como “impressão digital” para reconhecer um usuário em qualquer app ou site. Como essa coleta de dados pode ser extremamente invasiva, aplicativos Android não estão autorizados a usar o MAC dessa forma. No entanto, uma falha no sistema de segurança da Google permitiu que o TikTok coletasse esses dados sem autorização.

A coleta de dados foi agressiva e duradoura, uma vez que a empresa utilizou-se de técnicas de criptografia para esconder o fato de que as informações privadas dos usuários estavam sendo analisadas e sendo enviadas para seus servidores, na China.

A polêmica do TikTok

A rede social TikTok, pertencente à ByteDance, empresa chinesa de desenvolvimento de apps e mídia, cresceu consideravelmente no Brasil e em muitos outros países. Com vídeos curtos, a rede é baseada em desafios e correntes virtuais, dicas e recomendações, filtros para modificar o rosto e brincadeiras online.

No entanto, com todo esse sucesso, diversas polêmicas passaram a rodear o aplicativo, que inclusive está sob risco de ser proibido nos Estados Unidos, com o TikTok recorrendo à justiça para evitar sua expulsão. Entre os problemas enfrentados pelo app está a coleta de dados dos cidadãos americanos em servidores chineses, a coleta de dados de usuários menores de 13 anos mesmo contrariando as leis de privacidade digital.

Diversas campanhas online apontaram comportamento hostil e até mesmo ilegal por parte da rede social, que chegou a acobertar por mais de 24 horas escândalos de delitos cometidos dentro do aplicativo para evitar uma crise de relações públicas, muitos dos quais envolviam usuários menores de idade.

Evitando o problema

A coleta indevida de dados foi realizada por cerca de 15 meses até ser descoberta, a empresa promete ter suspendido a prática em novas versões do aplicativo. A Google, responsável pelo sistema, diz estar investigando a falha de segurança abusada pelos desenvolvedores e trabalha para identificar outros aplicativos que possam abusar da mesma brecha no futuro.

O recomendável é sempre verificar a reputação dos serviços utilizados no celular, e não confiar plenamente em nenhuma rede social. É importante lembrar que as informações que disponibilizamos na internet, direta ou indiretamente, podem ser abusadas de diversas formas por invasores ou empresas com intenções secundárias. No caso de crianças e adolescentes, é importante informar aos pequenos sobre os riscos do uso desenfreado de redes sociais, e monitorar com cuidado a forma como lidamos com a tecnologia.

Conclusão

As redes sociais podem nos conectar com amigos, nos manter informados e até servir como alívio para o cotidiano estressante. No entanto, precisamos tomar cuidado redobrado com nossa privacidade e segurança, pois na era da informação nossos dados pessoais podem ser extremamente valiosos – e vulneráveis. A rede social TikTok encontra-se em constante investigação por parte dos governos de países ocidentais, e é recomendável minimizar o uso do serviço enquanto maiores informações ainda não são reveladas.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Dengo Produtos de Limpeza
Marka final pauta
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo