Óticas Carol
Óticas Carol 2
Sulcatel
Educação

Parto humanizado é debatido em congresso nacional

Odonto Excellence

Evento ocorreu durante esta terça-feira, 12, na Unesc.

A Unesc recebeu nesta terça-feira, 12, a segunda etapa regional do 4º Congresso Nacional do Parto Humanizado. O encontro reúne profissionais de saúde, doulas, gestores públicos e demais pessoas envolvidas na humanização do parto e do nascimento. A conferência de abertura “Políticas Públicas para a Humanização do Parto e do Nascimento: História, Desafios e Perspectivas”, foi feita pela médica e professora doutora em Saúde Pública da Universidade Federal de Minas Gerais, Sonia Lansky.

O evento encerra às 18 horas desta terça-feira (12/6) e na programação está prevista ainda uma discussão em grupo sobre “O modelo de atenção obstétrica e neonatal integral baseado nos direitos e nas evidências científica, desafios para o SUS e atenção privada: o papel de cada nível de atenção da rede”.

Coopera
Contape
Cia da Saúde
Ciranda Papelaria
Dengo Produtos de Limpeza
Stylo Bike

O Congresso iniciou em Blumenau e além de Criciúma vai passar por Joinville, Chapecó, Florianópolis e Lages. Em todas as seis etapas regionais, os participantes podem participar do 2º Congresso de Fotografia e Vídeo de parto. As atividades são propostas pela deputada Ana Paula Lima e estão sendo realizados pela Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina), através da Escola do Legislativo e do Comissão de Saúde.

Segundo Ana Paula, o congresso tem sido cenário de discussões férteis a respeito do tema “Humanização do Parto e do Nascimento”, e em Santa Catarina, por meio da união de profissionais e simpatizantes do coletivo do parto humanizado, tem protagonizado ações como a Lei da Doula, a Lei da Violência Obstétrica e também a Comissão de Parto Domiciliar Planejado da Abenfo. “Nos encontros, fazemos uma abordagem sobre as políticas públicas de nascimento. Como é a realidade de cada local em um momento tão especial. Sensibilizar sobre esse momento tão importante na vida da mulher e da sociedade”, afirma a deputada.

A presidente da ABEn/SC (Associação Brasileira de Enfermagem de Santa Catarina), Mágada Tessmann, lembra que é interessante a discussão em nível acadêmico e com a população. “É importante que possamos discutir e fazer trocas de experiência sobre o parto humanizado. O evento de hoje é um grande passo nesse sentido”.

Ioná Bez Birolo, coordenadora do curso de Enfermagem da Unesc, parabenizou a iniciativa e comentou sobre a importância do debate. “Precisamos desse momento de discussão, assim, na universidade e com a presença de profissionais da saúde, com relatos de experiências exitosas, de como o nascer se transformou em nossa sociedade contemporânea”.

A diretora de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias da Unesc, Fernanda Sônego, acolheu os participantes e lembrou que a Unesc é uma Instituição parceira de ações e discussões de temas pertinentes para a sociedade, como parto humanizado. “A nossa Universidade desenvolve projetos voltados para a comunidade, e a mulher também está contemplada em iniciativas como o Pamif (Programa de Atenção Materno-Infantil e Familiar), que dá suporte com uma equipe multiprofissional para as gestantes e mães e aos bebês”, comenta.

Na abertura do evento, o vereador de Içara e médico, Lauro Nogueira, falou sobre a importância de discussões como as do congresso; o diretor executivo do Hospital Socimed e responsável pela implementação da maternidade Ninho, Fernando Antonio Viegas Delgado, falou sobre a experiência com o parto humanizado no hospital em Tubarão e a coordenadora da Saúde da Mulher do Município de Criciúma e professora do curso de Enfermagem da Unesc, Marly Spiazzi, falou sobre a realidade do município relacionada ao tema.

O 4º Congresso Nacional do Parto Humanizado e o 2º Congresso de Fotografia e Vídeo de Parto contam com apoio da Adosc (Associação de Doulas de Santa Catarina), Uniplac (Universidade do Planalto Catarinense), Abenfo-SC (Associação Brasileira de Enfermeiros Obstetras, Neonatais e Obstetrizes do Estado de Santa Catarina), UFFS (Universidade Federal da Fronteira Sul), Unesc (Universidade do Extremo Sul Catarinense), FURB (Universidade Regional de Blumenau), IELUSC (Associação Educacional Luterana Bom Jesus/IELUSC) e Coren-SC (Conselho Regional de Enfermagem de Santa Catarina).

Francine Ferreira – Milena Nandi 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Anuncie FN 2017
Dengo Produtos de Limpeza
Spilere Serralheria G
Marka final pauta
Coopera Rodapé
Topo