Raríssima Cabeçalho
Segurança

Operação policial resulta na segunda maior apreensão de drogas em Santa Catarina

Uma ação integrada da Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Receita Federal resultou na segunda maior apreensão de entorpecentes já realizada em Santa Catarina. A droga – 4.715 quilos de maconha – foi apresentada nesta terça-feira, 6, pela Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), durante coletiva de imprensa, em Florianópolis. A carga é avaliada em R$ 10 milhões.

Na mesma operação, foram apreendidas 69 munições calibre 7.62; 50 munições calibre 556; e aproximadamente 100 gramas de haxixe. O delegado da Polícia Civil, Pedro Henrique Mendes, informou que a droga foi apreendida no domingo, 4, por volta das 19h, na BR-101, no pedágio em Porto Belo. Ela estava escondida em um carregamento de milho in natura, dentro de uma carreta que vinha do Mato Grosso do Sul. A maconha, dividida em fardos de 30kg a 40kg em média, seria distribuída na Grande Florianópolis. A carga de milho utilizada como disfarce, segundo os documentos aprendidos, tinha como destino Imbituba, no Sul do Estado.

“A Polícia Civil vem investigando há algum tempo essas quadrilhas e, por meio de denúncias anônimas, foi possível fazer a apreensão. Essa denúncia tem sido de grande valia para nós. A segunda fase da investigação é identificar o dono e o destino da droga. Em menos de um mês, foram dez toneladas de maconha retiradas de circulação. Sabemos que as drogas financiam organizações criminosas que atuam no Estado. Quando somamos esforços, os resultados aparecem”, disse.

Raríssima lateral
Spilere Serralheria
Dengo Produtos de Limpeza
Contape

O condutor da carreta, um homem de 44 anos, natural de Florianópolis e residente na cidade de Itajaí, já possui antecedentes criminais por contrabando. Ele foi preso e autuado em flagrante pela prática do crime de tráfico de drogas e porte de munição de calibre restrito. O veículo e o motorista foram conduzidos até a sede da Deic para procedimentos legais.

A Polícia Civil, Receita Federal e Polícia Rodoviária Federal ressaltaram, na coletiva de imprensa, a importância da integração e cooperação entre as forças policiais e fiscais no combate ao tráfico ilícito de drogas em prol da sociedade catarinense. O delegado destacou ainda que o trabalho foi coordenado pela Divisão Especializada de Combate ao Narcotráfico (Denarc), em ação conjunta com a Divisão de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV) – ambas da Deic, Divisão de Investigações Criminal (DIC) de São Lourenço do Oeste, Receita Federal e Polícia Rodoviária Federal.

Participaram da coletiva, o inspetor-chefe da Receita Federal, Daltro José Cardozo; técnica do Seguro Social da Receita Federal, Maria Gorete Espíndola; inspetor e chefe da Seção de Policiamento e Fiscalização da Polícia Rodoviária Federal, Adriano Xavier, e os delegados Pedro Henrique Mendes (Denarc) e delegado Rodrigo Bortolini (DFRV).

Francine Ferreira – Elisabety Borghelotti


Marka final pauta
Dengo Produtos de Limpeza
Raríssima Final
Topo