Prefeitura Capa Meio
Debate

Lista do SUS é tema de palestra do Ministério Público na AMREC

Câmara de Vereadores

Programa saúde fiscal dos municípios também foi abordado.

Transparência. Essa foi à palavra chave do encontro entre promotores do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), prefeitos, secretário de saúde e de finanças e demais servidores ligados as áreas de fiscalização e tributos na AMREC, envolvendo os municípios do sul de Santa Catarina (AMREC, AMESC e AMUREL).

Durante o encontro foi apresentando um balanço do programa Saúde Fiscal dos municípios, e da lei estadual 17.066, que entrou em vigor no dia primeiro deste mês e trata da transparência da lista de pacientes atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

DM Seguros
Maderonchi
Dengo Produtos de Limpeza
Spilere Serralheria

“A lei foi criada para que as listas de pacientes aguardassem por consultas, exames e procedimentos cirúrgicos, sejam publicizadas na internet para que o cidadão tenha acesso. Assim, o paciente saberá a sua colocação, a expectativa de atendimento e para que não aja mais interferências políticas, administrativas ou médicas na priorização deste atendimento. Para que realmente o atendimento do cidadão catarinense se de por critérios clínicos, ou por ordem cronológica a partir das sua situação específica”, relata a Promotora de Justiça do Ministério Público, Carolina Cabral Zonta.

As listas estão sendo publicadas no sistema de regulação federal (SISREG) e qualquer pessoa pode acessar, por meio do site listadeespera.saude.sc.gov.br. A lei vale tanto para os municípios, quanto para o Estado. “Grande parte dos municípios já está publicando suas listas. A próxima etapa será diagnosticar quem está e não está publicando as listas”, projeto à promotora.

Durante a palestra que ela fez aos prefeitos e secretários, ele disse que os números casos judicialização devem diminuir, já que os promotores terão acesso a lista, facilitando o processo. Dados apresentados pela própria promotora no início da palestra, dão conta que foram 7.436 casos de judicialização em 2014; 8.596 em 2015; e 8.387 em 2016.

No evento o presidente da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (AMREC) e prefeito de Cocal do Sul, Ademir Magagnin, comentou no ato que é obrigação do ente público gastar bem o recurso. “Gastar bem o dinheiro público tem que estar na essência. Agradecemos o MPSC por estender o braço o nos auxiliar”, disse Magagnin.

Francine Ferreira – Antonio Rozeng

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Marka final pauta
Spilere Serralheria G
Dengo Produtos de Limpeza
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo