FORQUILHINHA Previsão do Tempo
Educação

Língua coreana como ponte para o crescimento econômico: Unesc firma parceria para ensino do idioma

língua coreana

Iniciativa será possível por meio da cooperação entre Universidade e a Câmara do Comércio e Indústria Brasil Coréia do Sul.

Samsung, Hyundai, LG, Kia. Quatro grandes marcas que têm pelo menos duas coisas em comum: são coreanas e amplamente conhecidas no Brasil. Mesmo assim, a presença da Coréia do Sul, conhecida pela rápida industrialização e tecnologia avançada no Brasil, ainda é considerada tímida. Um dos motivos para isso é a barreira linguística.

Com o objetivo de superar essa situação e ampliar os investimentos coreanos no país, a Câmara do Comércio e Indústria Brasil Coréia do Sul (CCIBK Brasil), promove o programa de internacionalização que proporciona aos estudantes brasileiros a oportunidade de aprender o idioma coreano.

Dengo Produtos de Limpeza
Maderonchi
Net Lider
Contape
Credisol

Para isso, o presidente do órgão, Pablo de Lima Palhano, visitou a Unesc com a intenção de firmar um Acordo de Cooperação e oferecer as aulas na Escola de Idiomas da Universidade. Durante visita à Instituição nesta semana, ele também conheceu as potencialidades e oportunidades do Parque Científico e Tecnológico (Iparque) e do Talent Lab.

“A Unesc é uma Universidade de conexões duradouras. Temos o Instituto de Idiomas que é mais um dos serviços que a Instituição oferece para a comunidade, e que pode se conectar com a Câmara Brasil Coréia do Sul para potencializar novos talentos por meio da capacitação no idioma coreano. Somos uma Instituição que tem o compromisso com o desenvolvimento regional, mas com conexões internacionais e nos colocamos à disposição para fortalecer esses vínculos. Acreditamos no crescimento mútuo, pois foi deste modo que a Unesc se constituiu: pela coletividade característica do Sul do estado”, cita a pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação, Inovação e Extensão da Unesc, Gisele Coelho Lopes.

“A iniciativa não apenas beneficia os estudantes interessados em aprender um novo idioma, como também contribui para a diversificação e a internacionalização do currículo universitário, sendo um diferencial na formação dos nossos estudantes, uma experiência educacional que expande a formação para outros horizontes”, acrescenta.

Gisele lembra ainda que, além da parceria para a o ensino do idioma coreano, será oferecido também um curso de Extensão para capacitação dos estudantes sobre as atividades das câmaras de comércio e indústria no exterior, além de parcerias com mais de 200 Universidades coreanas para mobilidade acadêmica e projetos conjuntos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D).

Contribuição direta à economia

Palhano explica que o idioma coreano possui uma estrutura única e um sistema de escrita próprio, projetado para ser de fácil entendimento e aprendizado. O curso que será oportunizado na Unesc tem duração de 100 semanas, o que equivale a vinte e três meses no total, e é dividido em cinco jornadas de estudo: calouro; aprendiz; estagiário e residente/veterano.

“Vivemos um momento único com relação à integração das universidades brasileiras com a Câmara Brasil Coréia do Sul no sentido de entender que as empresas brasileiras devem se conectar às Instituições de Ensino Superior. Esta parceria com a Unesc irá oportunizar que as indústrias coreanas, junto com as universidades, conectem-se com a Coreia do Sul, o que possibilitará ainda a vinda de empresas coreanas para Criciúma e região. Será possível atrair estes investimentos com a Unesc ajudando a preparar o município para que ele receba estes empreendimentos. Trazer o idioma para as universidades cria um potencial para que o governo da Coreia do Sul e as indústrias coreanas olhem para o Brasil”, salienta.

Até 1,2 mil alunos beneficiados

Após a assinatura do Termo de Cooperação, a Unesc estabelecerá conexões com 200 universidades sul-coreanas, e poderá contar com até 1,2 mil alunos a partir deste ano.

“Essa visita consolida a parceria. Estamos em vias de assinatura do Termo de Cooperação para que possamos, entre outras coisas, ofertar o ensino desse idioma muito importante na preparação de profissionais para atuarem na indústria coreana que investe no Brasil. Pretendemos ainda estabelecer relações com as universidades coreanas para que pensemos em expandir a Pesquisa e a mobilidade acadêmica”, ressalta a coordenadora do Escritório de Relações Internacionais da Unesc, Vanessa Moraes de Andrade.

Redação – Marciano Bortolin


Dengo Produtos de Limpeza
Marka final pauta
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo