Raríssima Cabeçalho
Colunistas

Justiça Eleitoral julga improcedente ação contra Dimas e Félix

A Justiça, através da juíza Paula Botke e Silva, da 98ª Zona Eleitoral, julgou improcedente a Ação de Investigação Judicial Eleitoral por abuso de poder político e econômico, ajuizada pelos candidatos a prefeito e vice derrotados na última eleição de Forquilhinha, José Cláudio Gonçalves e Rangel Loch, respectivamente, contra o prefeito e vice eleitos, Dimas Kammer e Félix Hobold, o ex-prefeito Vanderlei Alexandre e a coligação “É do Povo”.

Raríssima lateral
Spilere Serralheria
Contape
Dengo Produtos de Limpeza

De acordo com a denúncia, os réus teriam praticado abuso de poder político e econômico, “uma vez que (a) tentaram colocar freios no setor de arrecadação tributária; (b) sancionaram indevidamente servidores públicos municipais que se recusavam a contribuir para a campanha; (c) prometeram unidades habitacionais populares em troca de votos; (d) valeram-se de pesquisa não registrada nesta Justiça Especializada para sensibilizar o eleitorado”.

No entanto, com base nos depoimentos e provas colhidos ao longo da investigação, a sentença da magistrada, datada da última sexta-feira, 29 de setembro, julgou as acusações improcedentes, resolvendo o mérito da causa e finalizando o julgamento do processo.

A reportagem tentou contato com a parte autora da acusação, mas não obteve retorno.


Topo