Raríssima Cabeçalho
Colunistas

Homeopatia: a cura de “igual para igual”

Homeopatia faz parte de um sistema medicinal alternativo, que pretende entender o ser humano como um todo em decorrência de uma doença isolada. Isso ocorre porque entende-se que o paciente não contém apenas uma doença, e sim um desequilíbrio em todo o seu corpo, por isso é necessário trata-lo por inteiro, tendo o intuito de reequilibrar o sistema e leva-lo ao caminho da cura. Com isso, é considerado um tratamento preventivo e curativo.

Contape
Raríssima lateral
Dengo Produtos de Limpeza
Cia da Saúde

Este é um método terapêutico que consiste no tratamento do paciente através de substâncias diluídas e de pequenas doses que desencadearão o sistema natural do corpo para a cura. Num paciente sadio, doses elevadas desses medicamentos podem desencadear sintomas semelhantes ao da doença que se deseja combater.

A homeopatia tem como princípio tratar “de igual para igual”, isso é, se uma substancia em elevadas doses pode desencadear certos sintomas, essa mesma substancia em doses reduzidas e diluídas pode causar a cura desses sintomas. É importante ressaltar que as doses são altamente diluídas e por isso os medicamentos homeopáticos não são tóxicos.

Por ser um tratamento medicinal alternativo, os pacientes que recorrem a médicos homeopatas normalmente são aqueles que não respondem de maneira satisfatória a tratamentos convencionais. Além disso, existem também pacientes que fazem ambos os tratamentos tendo acompanhamento do médico homeopata e do convencional.

Existem hoje mais de 2000 medicamentos homeopáticos diferentes, que são extraídos de animais, minerais e vegetais.

Os tratamentos homeopáticos são recomendados para problemas gástricos, ginecológicos, dermatológicos, respiratórios e de falta de resistência imunológica. Podem também ser empregados para problemas de cunho emocional, como depressão e ansiedade.

Porém, devido a tamanha diluição, alguns médicos não concordam com esse tipo de tratamento, alegando que o alto nível de diluição faz com que não haja nenhuma molécula mensurável do princípio ativo original. Porém, existem experimentos que indicam a eficácia dos medicamentos homeopáticos.

É importante ressaltar que a adesão a qualquer tipo de tratamento deve vir de acordo com o acompanhamento do seu médico.

Para dúvidas, críticas ou sugestões, entre em contato comigo pelo e-mail: gabrielly_rickendas@hotmail.com


Topo