Alerta

Hérnias de disco: os sintomas e a importância do tratamento

A dor inicia gradualmente, mas pode piorar e ocorre com mais frequência em um lado do corpo. Os sinais são diversos e estão associados à área na qual a raiz nervosa foi comprimida. Em algumas situações, o desconforto pode ficar mais intenso à noite, ao espirrar, tossir ou até mesmo ao andar. Sintomas como estes podem estar relacionados à presença da hérnia de disco.

O médico ortopedista e traumatologista Joaquim Reichmann realça que a hérnia de disco, muitas vezes, provoca fraqueza em certos músculos. Isso ocorre porque estas regiões são mais expostas a movimentos e também por suportarem maior peso. Na região lombar, os sintomas incluem dor aguda em uma parte da perna, quadril ou nádegas, dor ou dormência na parte posterior da panturrilha ou na planta do pé.

A hérnia de disco no pescoço causa dor ao mover o pescoço, dor profunda próxima à escápula ou sobre ela, dor que se irradia para o braço, antebraço ou dedos, além de possível dormência nestas regiões. Importante destacar que os sintomas da hérnia de disco variam de uma pessoa para outra, além de surgir e desaparecer espontaneamente, retornando em intervalos imprevisíveis. Também podem ser constantes, não desaparecendo em nenhum momento e por um período de longa duração.

Net Lider
Dengo Produtos de Limpeza
Banana Motos
Maderonchi
Star Seguros
Posto Bravo

“Em casos de dor intensa nas costas, perda de movimentos, fraqueza ou alterações de hábitos urinários e intestinais é fundamental procurar um médico”, orienta Reichmann.

Entre as principais causas para formação de hérnias discais estão a predisposição genética, o envelhecimento, o sedentarismo e o tabagismo. O esforço físico inadequado como carregar ou levantar muito peso também pode favorecer o aparecimento do problema. Má postura, obesidade e execução de atividades físicas de alto impacto que envolvam movimentos bruscos sem preparo físico adequado também são fatores de risco.

Em algumas situações o tratamento deve ser cirúrgico, mas na maioria dos casos, as hérnias de disco lombares costumam resolver com o tratamento clínico. A osteopatia é uma alternativa que vem apresentando resultados significativos e pode evitar a cirurgia em boa parte dos casos. O tratamento consiste na correção dos corpos vertebrais e no seu desbloqueamento, gerando maior mobilidade e descomprimindo na coluna vertebral, o que consequentemente, reduz os sintomas.

O fisioterapeuta osteopata Edson Bramati,realça que os resultados são positivos e, além das hérnias discais, o tratamento pode ser utilizado na redução de outro tipo de dores severas. “A hérnia discal é “rotura” do anel com saída do seu conteúdo (o núcleo) para o exterior. O núcleo, ao sair, pode causar compressão das estruturas neurológicas (por ex: raiz nervosa), ou mais ainda, inflamação. A deformação do anel sem rotura é uma protusão (menos grave)”, explica.

A importância do tratamento consiste em desbloquear e descomprimir (técnicas de tração, descompressão discal), ou seja, fazer correção da coluna vertebral, em toda a lesão muscular, trabalhando e tratando as chamadas cadeias lesionais de compensação que, geralmente, levam os pacientes a desenvolverem problemas desta natureza. Também é fundamental indicar alguns exercícios para a reeducação postural para evitar recaídas. “Temos que ver o paciente como um todo e, é isso, que procuramos com o tratamento osteopático”, finaliza Bramati.

Francine Ferreira – Marcos Bedin

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Dengo Produtos de Limpeza
Marka final pauta
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo