Alerta

Grupo de Ações vai atuar junto à Defesa Civil em situações de desastres

Preparar a população para a chegada de desastres naturais e minimizar riscos, danos e prejuízos ao cidadão catarinense tem sido o foca da Defesa Civil do Estado. Nesta terça-feira, 27, a Agência de Desenvolvimento Regional de Criciúma (ADR) reuniu integrantes do Colegiado Regional de Governo para formar o Grupo de Ações Coordenadas (GRAC), o qual vai operar junto à Defesa Civil no Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (CIGERD), que deverá ser inaugurado em Criciúma em abril.

Não é por menos que Santa Catarina ocupa um local de destaque nacional quando o assunto é gestão de riscos e desastres, afinal o Estado foi buscar no Japão e nos Estados Unidos tecnologias e ações para minimizar perdas e danos materiais, sobretudo salvar a vida de pessoas em situações de risco. “Nosso Estado está muito à frente no assunto proteção e Defesa Civil no país. Somos referência, mas isso não significa que estamos onde queremos chegar”, comentou durante o encontro, o secretário adjunto da secretaria de Estado da Proteção e Defesa Civil, Fabiano de Souza.

O GRAC é formado por diversos órgãos do Governo do Estado que vão atuar em conjunto em possíveis situações de desastres. De acordo com a Defesa Civil, este é modelo de gestão diferente, único, e que vai agilizar e qualificar o serviço ao cidadão. “Em um eventual desastre os órgãos devem estar reunidos no CIGERD para tomada de decisões em conjunto. Pensar de maneira integrada modificando a forma de como enxergar a situação de desastre vai refletir em uma população melhor atendida”, explicou Souza.

Spilere Serralheria
Maderonchi
Dengo Produtos de Limpeza
Colinas Chocolatteria
Contape
Thiago Auto Lavação

Participaram da reunião representantes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Celesc, Casan, Epagri, Cidasc, ADR, Guarda Municipal de Trânsito e Polícia Civil.

Cigerd Criciúma deverá ser inaugurado em abril

Entre as 20 unidades do Centro Integrado de Gestão de Riscos e Desastres (Cigerd), em Santa Catarina, Criciúma deverá entrar em funcionamento em abril. De acordo com o coordenador Regional da Defesa Civil, Rosinei da Silveira, as instalações já estão praticamente concluídas. “Tanto a parte física do prédio, quanto a instalações dos móveis já estão prontas, só estamos aguardando a instalação da rede de internet”, comentou.

Criciúma - ADR reúne integrantes do Colegiado Regional de Governo para formar o Grupo de Ações Coordenadas (GRAC)

O Centro faz parte do novo sistema de proteção e defesa civil que está em fase de implantação em Santa Catarina. A estrutura vai contar com o Centro de Monitoramento e Alerta, Meteorologia, Sistema de Hidrometeorologia, Geologia, Mapeamento de Áreas de Risco, Planos de Contingência, Planos de Ações Emergenciais, Gestão de Crise e Respostas a Desastres. A intenção da Defesa Civil é integrar os setores para o gerenciamento de crise. Com isso, garantir diminuição significativa de riscos para a população em uma situação de eventos adversos.

Os centros regionais vão servir de abrigo para os coordenadores de cada região no Estado. Ainda, vão conter uma sala de situação com tecnologia e agilidade no repasse de dados para a base, em Florianópolis, inclusive com reuniões através de videoconferência.

Francine Ferreira – Paula Darós Darolt

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Dengo Produtos de Limpeza
Marka final pauta
Spilere Serralheria G
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo