Alerta

Funcionários do Hospital São Marcos novamente com salários atrasados

Foto: Willians Biehl

Trabalhadores ainda não receberam o pagamento que deveria ter sido feito no início do mês.

Com atendimentos retomados em sua totalidade desde o dia 1º de novembro de 2017, o Hospital São Marcos, de Nova Veneza, voltou a registrar problemas de atraso de pagamento dos funcionários e médicos. Os trabalhadores estão sem receber o salário que deveria ter sido pago no início de fevereiro, referente ao trabalho desempenhado no mês de janeiro.

Atualmente, a unidade é administrada pelo Instituto Corpore e recebe aporte mensal de R$ 198 mil do Governo de Santa Catarina, mais R$ 115 mil repassados pelo Poder Executivo de Nova Veneza, para o funcionamento do Pronto-Socorro. Conforme o diretor do hospital, Paulo Conti, os salários realmente estão atrasados e o repasse do Estado é aguardado para que o pagamento seja efetuado. “A expectativa é que esse recurso chegue até essa sexta-feira. Assim que recebermos, vamos encaminhar aos funcionários”, garante.

Dengo Produtos de Limpeza
Posto Bravo
Contape
Star Seguros
Banana Motos
Net Lider

No entanto, o gerente regional de Saúde de Criciúma, Fernando De Fáveri, reforça que todos os repasses do Governo do Estado para o Hospital São Marcos estão em dia. “A informação que eu recebi é que o instituto está aguardando os próximos recursos para quitar as folhas. Importante ressaltar que esse pagamento dos trabalhadores é de responsabilidade do Instituto Corpore, com o valor que é repassado. Nós estamos em dia com o hospital”, completa.

Paralisação não é descartada

Na manhã dessa sexta-feira, 16, o Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimento de Saúde de Criciúma e Região irá até a unidade de Nova Veneza, com objetivo de tentar uma reunião com a diretoria do hospital, representante do Instituto Corpore. De acordo com o presidente do Sindisaúde, João Batista Estevam, a ideia é buscar uma resposta a respeito do motivo de os salários estarem atrasados.

“Depois disso, mobilizaremos uma assembleia com os trabalhadores da unidade, provavelmente entre 12h e 13h, que é o momento de troca de turno, para avaliar a indignação dos funcionários e definir os próximos passos. Uma paralisação não está descartada e pode já ser encaminhada, caso os pagamentos não caiam nas contas”, garante o Estevam.

Francine Ferreira

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Dengo Produtos de Limpeza
Marka final pauta
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo