Segurança

Feminicídio: mulher é estrangulada e degolada pelo próprio marido

Fotos: Willians Biehl/Forquilhinha Notícias

Crime aconteceu na residência do casal, na Santa Ana, e corpo foi jogado às margens da Rodovia Jacob Westrup.

Uma mulher de 42 anos, identificada como Rosane Apolinário Dahmer, foi vítima de feminicídio ao ser morta pelo próprio marido, José Vanderlei dos Santos Dahmer, de 54 anos, na madrugada deste domingo, 20, em Forquilhinha. Ela foi estrangulada na residência no casal, no Bairro Santa Ana, e posteriormente seu corpo foi degolado e abandonado às margens da Rodovia Jacob Westrup, nas proximidades do limite com Maracajá.

Conforme a Polícia Militar, no início da manhã, por volta de 8h, uma guarnição encontrou um automóvel abandonado na Rodovia Jacob Westrup, perto de onde acaba a parte pavimentada da via, com manchas de sangue na parte interna e nas portas. O veículo pertencia a uma mulher que havia chegado de viagem durante a madrugada.

Anunciar 2017 – 200px
Contape
Da Soler Selo
Maderonchi
Dengo Produtos de Limpeza
Spilere Serralheria

Na sequência, os policiais foram até o endereço da proprietária do carro e conversaram com o marido, que inicialmente tentou negar alguma participação no crime. No entanto, já na Delegacia de Polícia Civil, ele entrou em contradição durante os questionamentos e confessou a autoria do feminicídio, apontando onde havia abandonado o corpo.

Motivação

Segundo o que alegou aos policiais, o autor do crime estava desconfiado de que a mulher estivesse cometendo alguma traição, mantendo um relacionamento com outro homem. Quando ela retornou de viagem, entre 4h a 5h da madrugada deste domingo, ele a matou em casa, por estrangulamento.

Em seguida, colocou o corpo dentro do carro, dirigiu até a BR-101 e descartou alguns de seus pertences, retornou pela Rodovia Jacob Westrup, parou logo depois do limite com Maracajá, degolou a vítima e a jogou nas margens da via. Saiu com o automóvel e abandonou o veículo mais a frente, na mesma estrada.

A faca utilizada no crime ainda não foi localizada, mas os policiais encontraram uma chave de roda suja de sangue, que suspeita-se ter sido utilizada para agredir a vítima na cabeça no momento de sua morte.

Mãe de um menino, a mulher era natural de Cascavel, no Paraná. O marido não possuía registros de violência doméstica até a presente data.

As buscas mobilizaram guarnições das Polícias Militar e Civil de Forquilhinha e Criciúma, bem como o Serviço Aeropolicial (Saer) Sul e do Canil da PM, em uma área de quase seis quilômetros nas margens da Rodovia Jacob Westrup. O Instituto Geral de Perícias (IGP) foi acionado para recolher o corpo.

Foi o primeiro homicídio registrado em Forquilhinha no ano de 2019.

Francine Ferreira e Willians Biehl

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Marka final pauta
Dengo Produtos de Limpeza
Spilere Serralheria G
Anuncie FN 2017
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo