Região

Estado anuncia R$ 3 milhões para o Hospital São José, mas atendimentos ainda não foram retomados

O Governo do Estado, em reunião realizada nesta terça-feira, 13, entre o vice-governador Eduardo Pinho Moreira e o secretário de Estado da Saúde, João Paulo Kleinübing, decidiu, mediante retorno completo do atendimento no Hospital São José, de Criciúma, repassar até segunda-feira, 19, em forma de antecipação de recursos, R$ 3 milhões à instituição.

Também participaram do encontro, realizado no gabinete do vice-governador, o prefeito de Criciúma, Márcio Búrigo; o prefeito eleito, Clésio Salvaro; o presidente do Conselho Superior de Gestão da prefeitura, Silvio Ávila Júnior; o diretor administrativo do hospital, Altamiro Bittencourt, além dos secretários de Estado Ada de Luca e Acélio Casagrande e deputados estaduais da região Sul.

No encontro, também ficou decidido que será feita uma auditoria nas contas da instituição desde 2011. “Conversamos muito, debatemos muito. O Estado nunca se furtou a fazer nenhum tipo de discussão, em ajudar nesse momento”, disse o secretário, após a reunião que durou mais de duas horas.

Net Lider
Maderonchi
Posto Bravo
Star Seguros
Contape
Banana Motos

“Podemos viabilizar recursos de adiantamento com relação ao próximo ano, mas isso depende, é claro, do retorno ao trabalho nesse momento. E depois faremos de fato uma discussão acerca dos números, mês a mês, do contrato a partir de 2011, procurando estabelecer as responsabilidades de cada um, a produção efetivamente realizada”, destacou Kleinübing. A auditoria deverá contar com a participação do Ministério Público Federal e do Observatório Social.

Foto: Jeferson Baldo

De acordo com levantamento realizado pela Gerência de Contratualização dos Serviços do SUS da Secretaria de Estado da Saúde (SES), desde o ano de 2011, o Estado de Santa Catarina, por meio da SES, repassou ao Hospital São José, através do Fundo Municipal de Saúde de Criciúma, R$ 35.756.092,71 em pagamentos administrativos e R$ 15.192.575,72 em sequestros judiciais ocorridos nos anos de 2015 e 2016, totalizando o valor de R$ 50.948.668,43. Na semana passada, inclusive, foram pagos R$ 1.860.107,98 referentes à produção de oncologia nos dois últimos trimestres.

Porém, no mesmo período, de acordo com o mesmo levantamento da Gerência de Contratualização dos Serviços do SUS, a instituição deveria ter recebido tão-somente o valor de R$ 46.741.581,92 referentes à produção acima do teto contratado e a incentivos hospitalares. Ou seja, de acordo com esse levantamento, feito a partir de comprovantes de pagamentos e de serviços contratados e executados, o Estado já pagou R$ 4.207.086,51 acima do que era de sua responsabilidade junto ao Hospital São José, uma instituição que mantém contrato com a prefeitura de Criciúma, município com gestão plena da saúde, ou seja, que administra a prestação de serviços e de regulação dos pacientes, semelhante a cidades como Florianópolis e Blumenau.

Além disso, no mesmo período, ou seja, a partir de 2011, o Estado já repassou mais de R$ 9,5 milhões em convênios para a realização de obras na instituição e tem ainda cerca de R$ 11 milhões comprometidos com a unidade hospitalar. Estes recursos permitirão a modernização e ampliação do hospital, aquisição de equipamentos para a construção de salas cirúrgicas e UTI e também para a ampliação da Central de Medicamentos Esterilizáveis, do pós-cirúrgico e da estrutura de edificação.

A instituição passará de 227 para 262 novos leitos de internação, aumentará de 18 para 38 o número de leitos de UTI e ganhará oito novas salas cirúrgicas, pulando de cinco para 13. Toda a verba aplicada na obra é do Governo do Estado. “Estamos falando de R$ 70 milhões em seis anos. Isso é, realmente, um volume de recursos muito significativo. É claro que é compatível com a importância que a unidade tem, mas precisamos de boa vontade nesse momento, em especial com o retorno ao trabalho do hospital”, ressaltou o secretário Kleinübing.

Hospital aguarda a  audiência conciliatória

A Direção do Hospital São José, por sua vez, continua avaliando a proposta anunciada pelas autoridades em Florianópolis. Enquanto aguarda a audiência conciliatória que acontecerá na próxima quinta-feira, 15, às 14 horas, para  então manifestar-se sobre a retomada dos serviços.
Francine Ferreira – Eduardo Correia e Katia Farias

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Dengo Produtos de Limpeza
Marka final pauta
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo