Colunistas

ELEIÇÕES 2020 – Conheça os pré-candidatos a prefeito de Forquilhinha: Vanderlei Alexandre (PP)

Desde essa segunda-feira, 24, por sete dias, todos os pré-candidatos à prefeito de Forquilhinha para as eleições 2020 estão tendo um espaço, nesta coluna, para expor suas ideias iniciais e posicionamentos a respeito de diversos temas de interesse público.

As perguntas foram criadas por esta colunista e a ordem das publicações foi definida por sorteio.

O segundo pré-candidato a ter suas propostas elencadas é o representante do PP, Vanderlei Alexandre.

Net Lider
Posto Bravo
Dengo Produtos de Limpeza
Thiago Auto Lavação
Contape
Maderonchi

De forma geral, qual a proposta do pré-candidato para as próximas eleições? Por que decidiu colocar seu nome à disposição?

Vanderlei Alexandre: Forquilhinha precisa voltar a crescer, principalmente o movimento econômico. Coloquei meu nome à disposição do partido, por acreditar que com experiência, credibilidade e com planejamento, podemos fazer melhor. Não podemos errar.

Em meio à crise econômica que se fortalecerá nos próximos anos por conta da pandemia do novo coronavírus, como alavancar o desenvolvimento econômico (comércio e indústria) do município, evitando a dependência de grandes empresas?

Vanderlei Alexandre: A união das entidades, empresas, comércio, poder público, DEL e sociedade em geral, precisará ser acionada para caminhar juntos, e também estar alinhado ao plano de desenvolvimento social, econômico e ambiental desenvolvido pela Unesc para os municípios da região carbonífera pós pandemia.

O município deve ser o estimulador em incentivos fiscais e agilizar processos administrativos. Queremos propor um Banco de Fomento, para Micro e Pequenas Empresas. Instalar um Polo de Inteligência (incubadora) e Tecnologias, também é importante para oportunizar a reciclagem de profissões e possibilitar principalmente nossos jovens a criarem sistemas e empresas de startups.

Na mesma linha da pergunta acima, como vocacionar a economia de Forquilhinha para gerar mais emprego e, consequentemente, renda para a cidade?

Vanderlei Alexandre: Sempre foi um tema recorrente no Conselho de Desenvolvimento Econômico e é muito difícil a tarefa do conselho de analisar as empresas que tem interesse em se instalar no município. A Lei Municipal referente à Política Municipal de Desenvolvimento Econômico foi alterada em 2015 e trouxe novas regras para habilitação das empresas.

Penso que a vocação dos seguimentos e o local de instalação das empresas deve ser amplamente discutido na revisão do Plano Diretor. Diante das novas diretrizes que serão fixadas pelo novo Plano, com objetivo de fomentar a atividade econômica, o ente municipal deverá conceder incentivo fiscais para atrair novas empresas e núcleos industriais, e com a conclusão da Jacob Westrup, a implantação naquela região de um grande núcleo industrial.

Responsável por boa parte da movimentação econômica de Forquilhinha, a agricultura muitas vezes acaba desassistida, principalmente no meio familiar. Quais os projetos para o setor?

Vanderlei Alexandre: Investimos muito em projetos e ações na agricultura nos meus dois mandatos.  Implantamos patrulha mecanizada, trator, roçadeira, rotativa, espalhadeira de esterco e calcário, escarificador, rotativa e arado. Incentivo horas máquinas, máquina para fazer açudes e incentivos a piscicultura, material para estradas (porteira adentro), aterro para aviários e galpões.

Pavimentação ligando as comunidades, levamos água para as comunidades, melhorias na estrutura da comunidades como centro comunitários, saúde e os clube mães sempre foram muito fortes. A implantação da feira e da cooperativa da agricultura familiar foram fundamentais para os pequenos produtores. Incentivo à Coopernova com um caminhão para coleta do leite, incentivo à pastagem de inverno, apoio às Associações de Irrigação.

Enfim, precisamos voltar a discutir a implantação de um Abatedouro. Penso que precisamos organizar e ter maquinário bom para atender esses programas. Por fim, as estradas tem que estar sempre em boa conservação e investir em pavimentação na área rural.

Forquilhinha fez alguns financiamentos que precisarão ser pagos nos próximos anos. Como investir em infraestrutura no município, sabendo que uma parte considerável de recursos precisará ser empenhada no pagamento desses financiamentos?

Vanderlei Alexandre: O orçamento precisa ser ajustado para cumprir integralmente o pagamento do financiamento, sem prejuízo dos serviços essenciais. Com trabalho forte e buscando dinheiro novo, como nos meus dois mandatos que conseguimos mais de 35.000.000,00 (trinta e cinco milhões) a fundo perdido (não precisa pagar). Embora o momento seja de incertezas de como será pós pandemia, temos experiência e habilidade para buscar e realizar.

Projetos como um hospital para a cidade, atendimento 24 horas e a realização de cirurgias eletivas, por exemplo, estão sempre entre as propostas dos candidatos, eleição após eleição. São seus projetos? Como viabilizá-los, para que realmente possam sair do papel?

Vanderlei Alexandre: Primeiro dizer que na área da saúde investimos em média 23% do orçamento nos meus dois mandatos. Estruturamos a saúde, construímos 5 novos postos de saúde, implantamos raio x e ultrassom, implantamos o SAMU 24 horas, implantamos o CAPs, odontologia em todas unidades, pediatras, ginecologistas, implantamos a Clínica de Especialidades Fridolino Stainer e que hoje atende com mais de 15 especialistas, implantamos o Pronto Atendimento 24 horas, projeto sorriso com mais de trezentas próteses dentárias entregues, e muito mais.

Precisamos reativar o 24 horas com Raio X. Criar um Centro Dia com Geriatra para atendimento para nossos idosos. Construção e criação de equipe para atendimento no bairro Saturno e uma nova unidade para atender a população da Santa Cruz e Vila Franca. Ampliar o atendimento odontológico para noturno. Implantação de um Tomografo e um aparelho de Ressonância Magnética. Aumentar a cota de exames laboratoriais. Passar de 15.000,00 para 30.000,00 o valor de recursos próprios investidos mensalmente para realização de exames de média e alta complexidade.

Com relação às cirurgias propor projeto de Lei através da Câmara para fazer parcerias com os hospitais da região. Reforma e ampliação da unidade de saúde do bairro Santa Libera. Reforma e ampliação do Pronto Atendimento. Construção de uma unidade básica de saúde na comunidade de Sanga do Café aumentando a capacidade instalada para atender de forma mais ágil a comunidade de Sanga do Engenho são ações que precisam de atenção na área da saúde.

Por muitos considerada como modelo na educação das fases iniciais, Forquilhinha ainda precisa melhorar o ensino oferecido a partir do Ensino Fundamental II, Médio e Técnico. É possível que o Governo Municipal se envolva nessas questões? Como?

Vanderlei Alexandre: Em nosso primeiro mandato implementamos as creches gratuitas, atendendo a necessidade dos pais, e visando a necessidade de desenvolvimento de toda criança. Um olhar orientado à sua educação, baseado nas relações concretas da criança que vivencia na cultura da qual faz parte. O lugar da criança é um lugar social, e ela tem um papel político a exercer na escola, na creche, na vida, um lugar que a legitime enquanto sujeito em construção.

As nossas escolas e profissionais sempre tiveram o máximo de atenção e são referência, as condições de trabalho são as melhores possíveis, são oferecidos equipamentos tecnológicos, projetos e programas de formação continuada. Os projetos completares, realizados no contra turno escolar ou em tempo integral, uniformes e merenda escolar, além do transporte gratuito fazem parte de nossas conquistas.

O índice alcançado, tem sido a comprovação da excelência na educação. Nos próximos anos, além de implantar uma escola no bairro Santa Libera, com projetos inovadores teremos que implantar gradativamente o Ensino Fundamental II nas escolas básicas. Também acredito que temos que oferecer cursos técnicos para nossos alunos do ensino médico e ajudar nossos jovens escolherem suas profissões.

O tamanho da máquina pública é alvo de muitas reclamações, e em Forquilhinha não é diferente. Reduzir o número de cargos comissionados na Administração Municipal é um dos projetos do pré-candidato para os próximos quatro anos, caso eleito?

Vanderlei Alexandre: Sempre defendi que a máquina pública precisa funcionar, dar resultado e retorno para população. Penso que o gestor tem que ter pulso firme e ter a equipe do tamanho da necessidade dos serviços. Precisamos fazer todos os ajustes necessários e reorganizar os serviços.

O município é bastante conhecido por suas escolinhas esportivas. Ainda assim, é possível ampliar o acesso ao esporte, principalmente às crianças e jovens? Como?

Vanderlei Alexandre: Nosso esporte é reconhecido em todo Estado. A Secretaria de Esporte tem tido avanços conforme disponibilidade financeira para ampliar os projetos. O objetivo é manter Forquilhinha sempre em destaque e incentivar novas modalidades esportivas.

Quais medidas efetivas precisam ser tomadas, para que Forquilhinha pare de ser lembrada apenas como a cidade da Heimatfest e seja realmente inserida nos roteiros de turismo do Sul de Santa Catarina?

Vanderlei Alexandre: Somos uma cidade de passagem e precisamos criar ações e projetos para atrair as pessoas para nosso município. Forquilhinha é reconhecida pela religiosidade forte e por ser a cidade mais Alemã do Sul. A Praça do Centenário é um cartão postal e parada obrigatória e precisa ser melhor explorada, assim como nosso Parque Ecológico. Precisamos concluir nosso memorial do centenário.

O projeto das Flores na cidade é um ponto positivo. A criação de incentivos para construções em estilo Germânico, criar a Rua Germânica e voltar a stantiche e outras festa de pequeno porte é de suma importância para Forquilhinha. Implantar feira de artesanato e criar um Banco de Fomento, para empresas de pequeno porte. Cursos de culinária e de atendimento acredito ser também um ponto fundamental para incentivar o Turismo local.

Considera a cultura um setor importante a ser fortalecido em Forquilhinha? De que forma?

Vanderlei Alexandre: Implantamos o Centro Cultural na Praça do Centenário e investimos mais de R$ 680.000,00. Foi uma importante conquista para o município, espaço e dedicado a realização de oficinas de diversos segmentos culturais, exposições artísticas, espaço para os grupos de dança, corais, entidades culturais, capacitação, convívio comunitário, aulas de Alemão e Italiano. Outra conquista na área cultural foi a implantação do Conselho Municipal de Cultura e do Fundo Municipal, que possibilitou abertura de editais. Recentemente no ano de 2019, foi aprovado o plano Municipal de Cultura, um planejamento do setor, organizado pela gestão cultural, sociedade civil e Conselho de Cultura, aprovado para 10 anos, que possibilitará a implantação de políticas públicas para fomentar as atividades culturais no município.

O município já vem trabalhando a cultura de forma descentralizada, levando oficinas culturais no seguimento da dança e música, para os centros comunitários, disponibilizado professores, transporte e instrumentos musicais. Oficina de música: canto, teclado e violão nos bairros Nova Yorque, Santa Libera e Cidade Alta. Oficina de música e dança no bairro Santa Cruz, possibilitando o acesso do público a atividades culturais.

Acredito que dar continuidade e ampliar a oferta de oficinas culturais nos demais bairros do município, fomentando a criação de bandas, corais e grupos de dança.

Aproximar cultura e educação, possibilitando a oferta de contraturno no centro cultural, ampliado oficinas culturais nos diversos segmentos, disponibilizando transporte e oportunizando o acesso. Fortalecer as oficinas de idioma italiano e alemão ampliando o acesso para crianças e adolescentes.

O município vem atuando fortemente na proteção do patrimônio cultural desde 2015 realizando o tombamento de edificações históricas, importantes para a memória dos forquilhinhenses.

Restaurar o museu municipal histórico cultural Anton Eyng é urgente e necessário para proteger seu acervo que salvaguarda toda a história da cidade.

Garantir orçamento anual para o fundo Municipal de Cultura visando assegurar o fomento das atividades artísticas, e garantir a abertura de editais para contemplar as entidades culturais do município é muito importante.

O fortalecimento da banda municipal e o incentivo aos participantes com bolsas de estudos e cursos profissionalizantes.

________________

O sorteio definiu a seguinte ordem para as publicações:

  1. Carlos Nola (PSL): segunda-feira (24/08);
  2. Vanderlei Alexandre (PP): terça-feira (25/08);
  3. José Cláudio Gonçalves, o Neguinho (PSD): quarta-feira (26/08);
  4. Maciel Da Soler (PDT): quinta-feira (27/08);
  5. Juliano Arns (PODEMOS): sexta-feira (28/08);
  6. Félix Hobold (PT): sábado (29/08);
  7. Geovane de Godoi (PL): domingo (30/08).

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Dengo Produtos de Limpeza
Marka final pauta
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo