Colunistas

ELEIÇÕES 2020 – Conheça os pré-candidatos a prefeito de Forquilhinha: Geovane de Godoi (PL)

Desde a última segunda-feira, 24, por sete dias, todos os pré-candidatos à prefeito de Forquilhinha para as eleições 2020 estão tendo um espaço, nesta coluna, para expor suas ideias iniciais e posicionamentos a respeito de diversos temas de interesse público.

As perguntas foram criadas por esta colunista e a ordem das publicações foi definida por sorteio.

O sétimo pré-candidato a ter suas propostas elencadas é o representante do PL, Geovane de Godoi.

Colinas Chocolatteria
Posto Bravo
Maderonchi
Sabor D,Italia
Contape
Dengo Produtos de Limpeza

De forma geral, qual a proposta do pré-candidato para as próximas eleições? Por que decidiu colocar seu nome à disposição?

Geovane de Godoi: Eu decidi encarar este desafio após observar a necessidade de uma renovação dentro da Prefeitura de Forquilhinha. A administração do município tem que ser feita de forma técnica, deixando a política de lado. Construí toda minha carreira na iniciativa privada, agora quero trazer a minha experiencia para a máquina pública. Forquilhinha precisa avançar, precisa mudar. A prioridade zero, hoje, é a área da saúde e a geração de emprego.

Em meio à crise econômica que se fortalecerá nos próximos anos por conta da pandemia do novo coronavírus, como alavancar o desenvolvimento econômico (comércio e indústria) do município, evitando a dependência de grandes empresas?

Geovane de Godoi: Para usarmos de exemplo, como tenho experiência no meio empresarial, já tive contatos com dezenas de empresas para questionar a possibilidade de realizar a instalação de uma unidade em Forquilhinha. Hoje, já temos quatro empresas bem encaminhadas para que possam se instalar em nossa cidade. O que quero dizer com isso é que é de extrema importância uma equipe capacitada na prefeitura, com experiência em cada pasta, respectivamente. Desde o prefeito, o secretariado e até as diretorias.

O incentivo ao microempreendedor é de suma importância. Criar uma rede de informação, de facilidade para que o cidadão abra o seu próprio negócio, também incentivando o comércio local.

Também é necessário desburocratizar a abertura de empresas em nosso município. Hoje, o processo é muito burocrático e demorado, chega a desmotivar quem deseja investir em Forquilhinha. O período para abrir um CNPJ aqui é bem maior do que a maioria dos municípios da Amrec. No Brasil, a média é de três dias, aqui passamos dos 60 dias.

O próprio servidor público é refém do sistema. Precisamos investir em tecnologia, alinhar os fluxogramas de informação, para facilitar ao máximo para o investidor e também para o funcionário da prefeitura. Podemos usar como exemplo a Consulta Prévia. Em Balneário Rincão e Criciúma, este documento pode ser retirado on-line pelo contribuinte, não é mais necessário ir até a prefeitura. A tecnologia facilita o dia a dia para todos.

Na mesma linha da pergunta acima, como vocacionar a economia de Forquilhinha para gerar mais emprego e, consequentemente, renda para a cidade?

Geovane de Godoi: As empresas necessitam de liberdade para escolher aonde preferem se instalar. Não podemos ficar engessados aos parques industriais. A ideia é expandir para facilitar para todos os cidadãos, e não centralizar. A rodovia Jacob Westrup não é local para um parque industrial. Lá enxergo que será a nossa Forquilhinha moderna, daqui 20 anos em diante.

Também vamos incentivar as empresas a se instalarem no interior do município, levando o emprego até as pessoas daquela comunidade para que não necessitam atravessar a cidade, ou até ir para outro município para trabalhar. Outro ponto é que isso incentiva os funcionários da empresa a consumirem no centro de Forquilhinha ou no próprio comércio instalado na comunidade.

Responsável por boa parte da movimentação econômica de Forquilhinha, a agricultura muitas vezes acaba desassistida, principalmente no meio familiar. Quais os projetos para o setor?

Geovane de Godoi: O incentivo a agricultura familiar é importantíssimo. Temos que estimular o produtor, incluindo ainda mais os produtos na merenda escolar e também no Restaurante Popular, que irá servir refeições diárias a um preço acessível para cidadãos cadastrados nos programas de assistência social.

Realizar a pavimentação dos acessos as comunidades do interior faz parte do nosso plano de governo, com parceria com um município da região que possui Usina de Asfalto.

É necessário a implementação de reservatórios de água para uso na rizicultura, aproveitando o local também para criação de peixes para uso. Vamos discutir também, junto aos órgãos ambientais, a construção de barragens nos rios para utilização na agricultura.

Forquilhinha fez alguns financiamentos que precisarão ser pagos nos próximos anos. Como investir em infraestrutura no município, sabendo que uma parte considerável de recursos precisará ser empenhada no pagamento desses financiamentos?

Geovane de Godoi: O primordial é reduzir o custo das obras realizadas. Por exemplo, o convênio com um município vizinho que possui Usina de Asfalto é necessário e irá baixar o custo das pavimentações para os cofres públicos. Com a parceria realizada, vamos buscar também a municipalização dos trechos centrais das rodovias estaduais do nosso município. Com isso, não ficamos reféns do Estado, aguardando meses para uma operação tapa-buraco.

Projetos como um hospital para a cidade, atendimento 24 horas e a realização de cirurgias eletivas, por exemplo, estão sempre entre as propostas dos candidatos, eleição após eleição. São seus projetos? Como viabilizá-los, para que realmente possam sair do papel?

Geovane de Godoi: A Saúde é a prioridade no município hoje. Um Atendimento Rápido de Saúde vai viabilizar e desafogar as unidades dos bairros, com a realização de exames como raio-x, ultrassonografia, tomografia, sala de gesso, de curativos, entre outros. Além de fornecer recursos, também é preciso modernizar. Não podemos deixar que o nosso cidadão tenha que pegar a fila de senha numa unidade de saúde de madrugada, às vezes na chuva. A tecnologia tem que entrar. A fila de espera para exames tem que ser zerada.

Forquilhinha hoje tem um problema de saúde pública em relação aos animais de rua. Uma das bandeiras que carrego é da criação de um Centro de Zoonoses. Com um corpo profissional qualificado, vamos implementar um programa de controle para evitar o abandono. O programa também começa com a conscientização das crianças nas escolas.

Outro ponto que iremos abordar é a criação de uma Casa de Repouso. Onde os idosos vão pela manhã e poderão passar o dia, com assistência farmacêutica e médica, alimentação, e também participam de atividades recreativas. A intenção é trazer mais saúde para as pessoas da terceira idade e também tranquilidade para os filhos que saem de casa para trabalhar, mas ficam preocupados com algum incidente que pode ocorrer caso não tenha outra pessoa em casa. Logicamente, a estrutura só entraria em funcionamento após a estabilização da pandemia de Covid-19 em que estamos passando.

Por muitos considerada como modelo na educação das fases iniciais, Forquilhinha ainda precisa melhorar o ensino oferecido a partir do Ensino Fundamental II, Médio e Técnico. É possível que o Governo Municipal se envolva nessas questões? Como?

Geovane de Godoi: A prioridade hoje para a educação começa na valorização do professor, que foi maltratado nos últimos anos. Também temos que dar uma atenção para as creches: estudar e implantar o funcionamento 12 meses ao ano e também ampliar o terceiro turno na creche Tia Octávia, para atender as mães que trabalham no período noturno. Este modelo funciona muito bem há praticamente 10 anos em Nova Veneza.

O tamanho da máquina pública é alvo de muitas reclamações, e em Forquilhinha não é diferente. Reduzir o número de cargos comissionados na Administração Municipal é um dos projetos do pré-candidato para os próximos quatro anos, caso eleito?

Geovane de Godoi: Reduzir drasticamente o número de cargos comissionados é uma necessidade. Por isso que o município precisa de um gestor com experiência. Temos que reescrever os fluxogramas de informação, enxugar a máquina e valorizar o servidor público, através de cursos e atualizações.

Vamos realizar uma ampla pesquisa de avaliação de cargos e salários, para adequar o funcionário com a média da nossa região. O servidor público estando motivado, com condições de trabalho, faz a máquina girar de forma melhor.

O município é bastante conhecido por suas escolinhas esportivas. Ainda assim, é possível ampliar o acesso ao esporte, principalmente às crianças e jovens? Como?

Geovane de Godoi: Precisamos de um Parque de Eventos em Forquilhinha, onde irá ter quadras poliesportivas, campo com grama sintética, entre vários outros. Implantando as escolinhas de esportes que já temos e também buscando novas modalidades que hoje não são oferecidas pelo Poder Público. Junto com a cultura, o esporte é uma das principais ferramentas para tirar as crianças e jovens das ruas.

Quais medidas efetivas precisam ser tomadas, para que Forquilhinha pare de ser lembrada apenas como a cidade da Heimatfest e seja realmente inserida nos roteiros de turismo do Sul de Santa Catarina?

Geovane de Godoi: Tudo começa pelo comércio local. No centro da cidade, temos que fazer uma revitalização, criando áreas de estacionamento ao lado de onde hoje é a pista de skate, também criando uma praça, fazendo com que as pessoas caminhem pela nossa cidade, utilizem a passarela. A rua João José Back também poderá ser utilizada, assim como a rua Coberta, tenho um sonho de ver um Centro Gastronômico ali. Com diversos boxes, com vários tipos de comida, também de várias etnias, também com a venda de artesanatos. Hoje, além de alemã, Forquilhinha virou berço de várias outras etnias.

Considera a cultura um setor importante a ser fortalecido em Forquilhinha? De que forma?

Geovane de Godoi: O turismo e a cultura são itens que caminham lado a lado e são de extrema importância. Precisamos incentivar nossas crianças a desenvolverem a parte cultural, com a criação de oficinas nas escolas, para aprenderem a arte, música, teatro, reviver as bandas marciais, entre outros, evitando ao máximo que fiquem nas ruas.

Lá na frente, nossos talentos poderão se apresentar no Centro Gastronômico, onde haveria um local apropriado.

________________

O sorteio definiu a seguinte ordem para as publicações:

  1. Carlos Nola (PSL): segunda-feira (24/08);
  2. Vanderlei Alexandre (PP): terça-feira (25/08);
  3. José Cláudio Gonçalves, o Neguinho (PSD): quarta-feira (26/08);
  4. Maciel Da Soler (PDT): quinta-feira (27/08);
  5. Juliano Arns (PODEMOS): sexta-feira (28/08);
  6. Félix Hobold (PT): sábado (29/08);
  7. Geovane de Godoi (PL): domingo (30/08).

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Dengo Produtos de Limpeza
Marka final pauta
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo