Segurança

Criada a Divisão de Combate a Roubo e Furto de Cargas

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) oficializou na tarde desta terça-feira, 23, a criação da Divisão de Combate a Roubos e Furtos de Cargas (DFRC) que irá funcionar junto à Diretoria Estadual de Investigação Criminal (DEIC). O ato foi realizado no gabinete do secretário César Augusto Grubba com a presença do presidente da Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística no Estado de Santa Catarina (Fetrancesc), Ari Rabaiolli, e a cúpula da Polícia Civil.

A criação desta unidade policial obedecerá o que determina Lei 17.405/2017, promulgada no final de dezembro. A nova legislação prevê a cassação da inscrição estadual de empresas receptadoras de carga roubada. A DFRC terá um efetivo de seis policiais civis – um delegado de polícia, um escrivão e quatro agentes de polícia – e será coordenada pelo delegado Rafael Werlling.

Uma das grandes mazelas do Transporte Rodoviário de Cargas (TRC), o roubo de cargas é um crime que afeta a cadeia produtiva como um todo, na avaliação do presidente da Fetrancesc. “Nós transportamos cargas variadas, com valores altíssimos, além da vida do nosso colaborador, que é a mais valiosa. Desta forma, combater este crime é mais do que uma missão, é uma obrigação que temos enquanto empregadores, sobretudo como seres humanos”, destacou Ari Rabaiolli.

Contape
Posto Bravo
Star Seguros
Banana Motos
Dengo Produtos de Limpeza
Sabor D,Italia

O secretário César Grubba ressaltou o rigor da nova legislação, que prevê a cassação da inscrição para quem recepta carga roubada. “Entendemos que deveria haver uma penalidade mais rigorosa para as empresas que praticam este crime, o de receptação, e as empresas aceitaram esta alteração”, disse Grubba.

O secretário também destacou que além da imposição de ações mais rigorosas e efetivas, há necessidade de enfrentamento às organizações criminosas que têm transformado esse tipo de crime em fonte de financiamento.

Roubo de Cargas teve redução em SC

Em todo o Brasil, empresas do Transporte Rodoviário de Cargas precisam driblar a ação de criminosos para garantir a segurança daquilo que transportam. A região com maior índice deste crime é a Sudeste, com destaque para São Paulo e Rio de Janeiro, que somam 85,76% do total nacional. Somente em 2015, segundo dados da NTC&Logística, foram 19.250 casos em todo o país.

Em Santa Catarina, no comparativo entre 2016 e 2017, houve redução de 20,2%. Foram 258 ocorrências registradas em 2016 contra 206 no ano seguinte. Este ano, de dia 1° a 22 de janeiro, foram seis registros de roubo de cargas no Estado contra 13 no mesmo período do ano passado. Isso representa uma redução de 54%.

O evento também contou com a presença do Delegado Geral da Polícia Civil, Artur Nitz; diretor da DEIC, delegado Adriao Bini; diretor de Informação e Inteligência da SSP, delegado Mauro Cândido Rodrigues; delegado Anselmo Cruz, da divisão de Repressão ao Crime Organizado da DEIC, e o presidente da Associação dos Delegados de Polícia (Adepol), Ulisses Gabriel.

Francine Ferreira – João Carlos Mendonça Santos

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Marka final pauta
Dengo Produtos de Limpeza
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo