Coronavírus

Centro de Reabilitação Pós-Covid de Criciúma deverá atender regionalmente

Em reunião nesta semana, os prefeitos da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (AMREC) debateram a possibilidade da regionalização do Centro de Reabilitação Cardiopulmonar Pós-Covid de Criciúma, instalado na antiga casa de saúde do Rio Maina.

Os prefeitos deliberam que o valor pago será por demanda, conforme o atendimento, que deve custar o valor R$ 11, mil mensal por paciente. Segundo o secretário de Saúde de Criciúma, Acélio Casagrande, que esteve na reunião apresentando a proposta, o atendimento depende da situação do paciente, podendo variar de duas a três vezes por semana.

Os pagamentos devem ser feitos via Consórcio Intermunicipal de Saúde da AMREC (CISAMREC), o que pode habilitar o atendimento não só para os 12 municípios da AMREC, mas também os 15 da AMESC que atualmente também são consorciados.

Net Lider
Star Seguros
Contape
Dengo Produtos de Limpeza
Posto Bravo
Banana Motos

Hoje, a estrutura pode receber até 200 pessoas e, no futuro pós pandemia, poderá atender pacientes com problemas cardíacos e pulmonares. Segundo o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, o local foi montado com recursos destinados à Covid-19 para atender a necessidade de proporcionar qualidade de vida aos pacientes que contraíram o novo coronavírus e tiveram sequelas mais graves. “A intenção é gerar uma série histórica, podendo no futuro credenciar o serviço junto ao Ministério de Saúde, para receber recursos do Sistema Único de Saúde (SUS)”, completou.

O assunto foi aprovado por unanimidade pelos prefeitos e, agora, segue para os setores jurídicos da AMREC e do CISAMREC, para credenciamento e pagamento por atendimento, conforme a demanda dos municípios.

Redação – Antonio Rozeng

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Dengo Produtos de Limpeza
Marka final pauta
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo