Alerta

Bombeiros pedem que banhistas consultem guarda-vidas para identificar área sem água-viva na praia

O Corpo de Bombeiros de Santa Catarina pede aos banhistas para que procurem informações com os guarda-vidas para saber se há presença expressiva de águas-vivas na praia. De acordo com o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Onir Mocellin, enquanto não forem instaladas bandeiras da cor lilás – prática padrão que indica a presença de águas-vivas – o meio mais seguro de evitar acidente é recorrer aos guarda-vidas.

Nesta temporada, os bombeiros já registraram mais de 43 mil casos de queimaduras em banhistas provocados por água-viva. “Apenas neste final de semana foram 6,5 mil, por isso é importante que as pessoas recorram ao local certo para evitar um acidente”, disse o coronel.

Fotos: Julio Cavalheiro/Secom

Em caso de acidentes com água-viva, o primeiro procedimento é jogar vinagre na área atingida para aliviar a dor. Segundo o comandante Mocellin, todos os postos guarda-vidas têm o produto à disposição. “É muito importante ressaltar que passar água doce ou esfregar o local só potencializam a introdução do veneno. Em casos onde a vítima estiver longe do recurso, a recomendação é utilizar a própria água do mar sobre o ferimento até o atendimento apropriado.

Colinas Chocolatteria
Maderonchi
Sabor D,Italia
Star Seguros
Banana Motos
Dengo Produtos de Limpeza

Ele explica que a queimadura provocada pela caravela – aquela que deixa uma mancha avermelhada na pele – pode ser muito grave e até levar à morte, dependendo da sensibilidade da pessoa ao veneno. As ocorrências mais graves evoluem em um curto espaço de tempo, e a pessoa normalmente apresenta vômitos, câimbras, convulsões, espasmos de glote e parada respiratória.

Francine Ferreira – Francieli Dalpiaz

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Marka final pauta
Dengo Produtos de Limpeza
Coopera Rodapé

Portal Forquilhinha Notícias. Acompanhe os fatos mais importantes de Forquilhinha em Santa Catarina assim que eles acontecem.

Copyright © 2016 Forquilhinha Notícias.

Topo